logo-ge

Fuvest 2020 terá reconhecimento facial dos candidatos

O objetivo é aumentar a segurança do vestibular

A Fuvest, responsável pela organização do vestibular da USP, divulgou nesta quarta (30) como vai funcionar seu novo sistema de segurança na prova, o reconhecimento facial dos candidatos. Antes, para atestar a identidade das pessoas que faziam o exame, a fundação coletava as digitais no dia do vestibular. Agora, esse procedimento foi substituído por uma comparação entre fotos do rosto dos inscritos. 

A primeira foto já foi anexada no momento da inscrição por todos os candidatos. A Fuvest orientava que fosse uma foto em fundo branco e que a pessoa não estivesse usando nenhum tipo de acessório — uma foto 3×4 tradicional. Essa foto será comparada com uma outra que será tirada no dia de aplicação da prova com um aplicativo desenvolvido especialmente para o vestibular da USP. 

Somente os candidatos aprovados na segunda etapa do vestibular terão suas fotos comparadas antes da matrícula. A verificação das duas imagens será feita por um sistema de processamento de dados.

Veja também

Prova colorida

Além dessa novidade, a Fuvest também anunciou que a prova deste ano será, pela primeira vez, impressão colorida. Segundo a fundação, o objetivo é facilitar a leitura de gráficos, mapas e figuras e melhorar a interpretação das questões.