logo-ge

Fuvest: redação tem tema atual e prova de Português é considerada clássica

Com um nível de dificuldade médio, segundo especialistas, as questões avaliaram elementos importantes para o ingresso no Ensino Superior

Este domingo (5) foi o primeiro dia da segunda fase do vestibular 2020 da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que seleciona para a Universidade de São Paulo (USP). Os candidatos enfrentaram 10 questões de Português e uma redação.

O tema proposto pela banca foi “o papel da ciência no mundo contemporâneo”. Segundo Fabiula Neubrn, coordenadora de redação do Curso Poliedro, a abordagem da prova não surpreendeu. “A Fuvest partiu de uma temática que envolve algo atual e bastante discutido: a ascensão de um certo revisionismo científico. Estamos falando de movimentos que questionam se a Terra é redonda. Ao longo dos anos, a Fuvest segue esse modelo de solicitar uma discussão em âmbito contemporâneo”, diz. 

 

Sérgio Paganim, coordenador de Linguagens do Curso Anglo, reforça que esse é um assunto muito importante para a sociedade atual e que os textos apresentados pela banca poderiam contribuir para diversas ideias no desenvolvimento da redação. “A coletânea ajudava a pensar sobre os efeitos positivos e negativos da ciência, assim como a relação entre conhecer e valorizar a ciência e o desenvolvimento dela”, diz. 

Segundo o coordenador, o candidato poderia analisar também o embate entre uma sociedade que vive profundamente da ciência, mas que não a compreende e, muitas vezes, a desvaloriza. “Essa oposição é perigosa, pois pode nos levar às fake news ou a uma sociedade que admira o autoritarismo exatamente por não entender da ciência e apenas usá-la”, diz.

“Nós estamos diante de uma crise climática, de um esgotamento dos recursos naturais e a ciência é a nossa ferramenta para combater esses problemas que nós próprios, como humanidade, acabamos criando”, acrescenta Fabiula.

Prova de Português

Paganim destaca o fato da prova de Português ter abordado variados gêneros textuais, como uma imagem histórica famosa, um depoimento e um texto de blog.

Em relação ao tema das perguntas, a prova também seguiu o padrão dos últimos anos. “Nas questões de gramática e texto, a Fuvest cobrou tradicionais assuntos, como apreensão de sentido de expressões que eram mais complicadas, ambiguidade, processo de formação de palavras e função sintática”, diz. 

 

Segundo Fernando da Espiritu Santo, coordenador do Sistema de Ensino Poliedro, para um bom desempenho nesse primeiro dia era necessário o domínio de interpretação de texto e de regras gramaticais básicas.

Mas, para o especialista, isso não significa que a prova foi fácil. “Muitas questões de interpretação poderiam facilmente induzir o estudante ao erro ao encontrar uma resposta superficial para as perguntas”, ressalta.

A questão mais difícil em sua opinião solicitava o processo de formação da palavra “precariado”. “Se o aluno não souber que ela vem da justaposição do substantivo ‘proletariado’ ao adjetivo ‘precário’, dificilmente chegaria nessa conclusão sozinho durante a prova”, diz.

Já nas questões de Literatura, o candidato precisava entender muito sobre o enredo das obras cobradas pela banca, ou seja, era mais importante o conhecimento da história do que a interpretação dos recursos usados ou dos temas abordados nos livros.

Para Paganim, em resumo, a prova avaliou elementos fundamentais para o ingresso no Ensino Superior. “Foi uma prova muito bem feita, equilibrada e de nível médio. Podemos considerar uma prova clássica da Fuvest de Língua Portuguesa”, conclui.

Segundo dia 

No segundo dia de prova (6), serão 12 questões de igual valor, sobre duas a quatro disciplinas, dependendo da carreira escolhida pelo candidato. Se forem duas disciplinas, haverá seis questões para cada uma delas. Se forem três disciplinas, haverá quatro questões para cada uma. Se forem quatro disciplinas, haverá três questões para cada uma. 

Resultado 

O resultado dos aprovados na Fuvest 2020 será divulgado no dia 24 de janeiro.

Outras datas importantes

  • Segunda chamada: 31 de janeiro
  • Terceira chamada: 7 de fevereiro
  • Lista de espera: a partir de 26 de fevereiro