Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

IGC 2019: 5 conclusões da avaliação do Ensino Superior feita pelo MEC

O Índice Geral de Cursos serve para medir a qualidade da educação no país e definir quais instituições participarão de programas do governo

Por Julia Di Spagna Atualizado em 26 abr 2021, 13h42 - Publicado em 26 abr 2021, 10h39

Das 2.070 instituições de Ensino Superior brasileiras avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), apenas 46, ou seja 2,22%, tiveram nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC). O levantamento é usado para avaliar a qualidade da educação no país e foi divulgado pelo Inep na sexta-feira (23). 

O IGC é calculado por meio da média ponderada do Conceito Preliminar de Curso (CPC) de 24.145 cursos dos últimos três anos; dados de 4.679 programas de pós-graduação (mestrado e doutorado); e a distribuição dos estudantes entre cada nível acadêmico. A nota varia de 1 a 5, sendo 1 e 2 resultados insatisfatórios, 3 regular, e 4 e 5 satisfatórios. Você pode conferir aqui a nota de cada universidade.

Houve uma pequena melhora em relação ao ano anterior, no qual 2% das instituições alcançaram o IGC 5. 

O IGC é importante porque serve de critério para a criação de políticas públicas e a participação das instituições em programas do governo. Pode haver sanções em casos de sucessivos resultados insatisfatórios. 

Muito complicado? Não se preocupe: separamos 5 conclusões sobre o IGC 2019 para você ficar por dentro do tema.

1) Universidades públicas federais lideram a lista com as melhores classificações

Segundo o Inep, 70% dessas instituições estão entre as faixas 4 e 5. Já entre as particulares avaliadas, esse número cai para 21%.

Continua após a publicidade
  • 2) Seis universidades ficaram com nota 1 – todas particulares

    Além disso, as instituições com notas 1 e 2, que totalizam 256, são em sua maioria privadas. Apenas 12 são públicas municipais ou estaduais e nenhuma federal aparece com resultado insatisfatório.

    3) Apenas 2,22% conseguiram a nota máxima

    Entre as instituições avaliadas, 46 conseguiram 5 no IGC 2019: 14 universidades públicas federais, 4 estaduais e 28 privadas.

    4) Os estados com os melhores resultados são Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte

    Proporcionalmente, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte têm o maior número de instituições com IGC 5, respectivamente, 9,2%, 6,7% e 4,2%.

    Vale destacar que, em números absolutos, a região Sudeste é a que se saiu melhor, com mais notas na faixa 5. São Paulo e Minas Gerais, especificamente, concentram a maior quantidade de instituições de ensino superior.

    5) A maioria das instituições teve nota 3

    De acordo com o levantamento, 63,77% das universidades tiveram um desempenho regular. 

    Quero Bolsa | Graduação, pós-graduação e técnico. Bolsas de Estudo com desconto de até 75% em mais de 1100 faculdades em todo o Brasil. Saiba mais!

  • Continua após a publicidade
    Publicidade