Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Pesquisa Ibope mostra que 62% dos brasileiros são a favor das cotas

Grau de apoio varia conforme a região pesquisada

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h27 - Publicado em 18 fev 2013, 16h59

Um levantamento nacional do Ibope, feito a pedido do jornal O Estado de S. Paulo, apontou que quase dois em cada três brasileiros são a favor das cotas. A pesquisa levou em consideração as reservas em universidades públicas para negros, para pobres e para alunos da escola pública. O resultado mostra que 62% da população apoia a implementação dos três tipos de cotas para facilitar o acesso desses segmentos sociais às vagas do ensino superior.

– Como as cotas podem cair no vestibular

– USP, Unesp, Unicamp e Fatec terão programa de cotas a partir de 2014

– Dilma sanciona lei que cria cota de 50% das vagas nas federais para alunos de escola pública

Do total de entrevistados, os outros 38% se dividem entre 5% que não souberam responder, 16% que são contra qualquer tipo de cotas e 21% que responderam ser a favor de duas das três opções de cotas (por exemplo, apoiam reservas para alunos de baixa renda e para alunos de escola pública, mas são contrários a cotas para negros).

Variações nos resultados

O Ibope observou que o grau de apoio apresentava mudanças de região para região, entre classes sociais, de acordo com a cor da pele do entrevistado e segundo o seu grau de escolaridade.

Continua após a publicidade

Os resultados mostraram também que as cotas que levam em conta a renda e/ou a origem escolar são mais apoiadas do que a reserva baseada apenas na cor autodeclarada do estudante. Do total de entrevistados 77% são a favor de reserva para alunos de escola pública e/ou pobres, contra 64% a favor das cotas para negros.

O perfil dos entrevistados que se colocaram contra as cotas tende a ser de maioria branca, pertencente às classes de consumo A e B, com pessoas que cursaram faculdade e com moradores de capitais e das Regiões Norte e Centro-Oeste.

A pesquisa Ibope foi feita entre os dias 17 e 21 de janeiro. No total, 2.002 pessoas foram entrevistas em todas as regiões do Brasil. A margem de erro máxima é de 2 pontos porcentuais.

Cotas no Sisu

Na primeira edição da seleção 2013 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), 44,35% dos estudantes inscritos optaram por vagas reservadas a cotas raciais e socioeconômicas – ou 864.830 pessoas de um total de 1.949.958 candidatos.

De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), as notas de corte dos cotistas e não cotistas ficaram muito próximas. Em medicina, a nota foi de 761,67 para cotistas e 787,56 para a ampla concorrência. Em licenciatura, as notas foram de 606,45 para o sistema de cotas e 627,51 para a ampla concorrência.

*Com informações do jornal O Estado de S. Paulo

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade