logo-ge

Professores aprovam exame da primeira fase da Unesp

Prova foi bem elaborada e manteve nível tradicional; confira os comentários dos professores

A prova da primeira fase da Universidade Estadual Paulista (Unesp), realizada nesta quarta-feira (15), foi tradicional e com questões de nível de dificuldade fácil e médio, afirma o coordenador do Curso Anglo, Daniel Perry.

“Prova clássica, com questões bem elaboradas e sem controvérsias. O aluno preparado, com certeza, se saiu bem nesse vestibular.”

Embora o exame tenha tido questões fáceis, Perry alerta para as notas de corte, que devem ser mais elevadas, principalmente em carreiras bastante concorridas, como medicina. “Essa prova dá pouco espaço para erro. O que tem sido uma característica da Unesp nos últimos anos.”

Ele avalia inclusive que o teste teve um bom equilíbrio entre questões que trabalham a interpretação e o conteúdo.

A coordenadora do Curso e Colégio Objetivo Vera Lúcia da Costa Antunes, também faz elogios à primeira fase: “prova de excelente nível, questões e alternativas claras. O vestibular realmente cobra o que o estudante aprendeu durante o ensino médio e deixa o candidato confiante de que vai passar”.

Para o diretor pedagógico do Cursinho Oficina do Estudante Célio Tasinafo, a prova da Unesp foi dentro das expectativas e mais simples do que as duas do Enem, porém falhou no quesito contextualização. “Faltou questões com mais contextualização, principalmente as de Ciências da Natureza e Matemática”, fala.

Tasinafo ainda destaca que as questões de filosofia foram as mais complexas. “A disciplina mais difícil foi filosofia, não pelas questões em si, mas pela fragilidade do que é passado no ensino médio. Acredito que os candidatos encontraram mais dificuldades para resolver as questões”, explica.

A segunda etapa do vestibular será nos dias 17 e 18 de dezembro, somente para os convocados. As recomendações dos professores são treinar com questões discursivas de edições anteriores da Unesp, continuar a revisão de conteúdos e se preocupar em tirar todas as dúvidas.

Concorrência

O curso mais concorrido é Medicina, em Botucatu, que atingiu recorde de inscritos: são 28.147 candidatos disputando 90 cadeiras, um total de 312,7 candidatos/vaga.

Além de Medicina, as carreiras mais concorridas são Direito (Franca), com 63,8 candidatos/vaga; Psicologia (Bauru), com 50,4 c/v; Medicina Veterinária (Botucatu), com 43,2 c/v; Arquitetura e Urbanismo (Bauru) com 40,8 c/v; Engenharia Química (Araraquara), com 40,8 c/v.

Resultado

O resultado final sai no dia 2 de fevereiro de 2018. Entre os dias 2 e 5 do mesmo mês, os candidatos da lista devem confirmar interesse pela vaga, independentemente da posição em que tenham sido classificados.

Após a confirmação de interesse, será gerada a primeira lista de chamada para matrícula, em 7 de fevereiro. A segunda chamada sai no dia 15. As cinco primeiras convocações de matrícula serão realizadas online, com confirmação presencial, para todos os alunos.