logo-ge

Unicamp divulga locais de prova do vestibular indígena 2020

A prova acontece no dia 1° de dezembro

A Comvest, responsável pela organização do vestibular da Unicamp, divulgou os locais de prova do processo indígena 2020. A listagem completa com o nome dos candidatos, as escolas e salas onde eles farão as provas pode ser consultada aqui. A prova será aplicada no dia 1º de dezembro, duas semanas depois da primeira fase do vestibular convencional. Este ano, 1.675 inscritos concorrem às 96 vagas reservadas ao Vestibular Indígena. 

Provas 

O Vestibular Indígena da Unicamp tem uma estrutura própria e diferente do vestibular tradicional. A prova, com duração de cinco horas, será aplicada em um único dia e não há segunda fase. De acordo com o edital, as 50 questões da prova serão distribuídas da seguinte forma:

  1.  Linguagens e códigos, com 14 questões de múltipla escolha;
  2. Ciências da Natureza, com 12 questões de múltipla escolha;
  3. Matemática, com 12 questões de múltipla escolha;
  4. Ciências Humanas, com 12 questões de múltipla escolha;
  5. Redação

Os conteúdos cobrados em cada disciplina também estão disponíveis anexos no edital, assim como o número de vagas em cada um dos cursos oferecidos.

Documentos e materiais

No dia do exame, os candidatos devem obrigatoriamente levar o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI original e cópia) ou a Declaração de Etnia e de Vínculo com Comunidade Indígena (original) para comprovar sua etnia e vínculo com a comunidade indígena. 

Além disso, o candidato precisará do original do documento de identidade indicado na inscrição e caneta de cor preta em material transparente para fazer a prova. Lápis preto e borracha também são permitidos. Celulares e aparelhos eletrônicos são proibidos.