Clique e assine GE Play por R$16,90

Estudantes da área de Saúde vão reforçar o combate ao coronavírus

Iniciativa do MEC e do Ministério da Saúde vai contratar alunos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia

Por Juliana Morales - Atualizado em 3 abr 2020, 17h57 - Publicado em 3 abr 2020, 13h21

Com o crescimento de casos do coronavírus, o governo federal vai ter o reforço de estudantes da área de Saúde para atuarem no combate à pandemia. A iniciativa faz parte da ação “O Brasil Conta Comigo”, coordenada pelos ministérios da Educação e Saúde. O edital foi publicado nesta semana.

A ação será implementada por meio da adesão dos municípios, estados e do Distrito Federal. Serão chamados alunos dos 5° e 6° ano dos cursos de Medicina e do último ano dos cursos de graduação em Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia. Eles devem estar matriculados em instituições de Ensino Superior que integram o sistema federal de ensino.

Os estudantes chamados terão direito a uma bonificação, que inclui o recebimento de uma bolsa, enquanto durar a medida, de acordo com a carga horária do estágio supervisionado – de 40h no valor de um salário mínimo (R$ 1.045) e de 20h no valor de meio salário mínimo (R$ 522,50).

Eles ainda receberão 10% de pontuação no ingresso em programa de residência do Ministério da Saúde, no prazo de dois anos, além de certificado de participação. O Banco do Brasil apoiará a iniciativa do ministério, disponibilizando solução 100% digital para o pagamento das bolsas dos estudantes.

Inscrição

O cadastro dos alunos deve ser realizado por meio do endereço eletrônico, com o preenchimento da “Ficha do Aluno”. Ao ser convocado, o aluno deverá se apresentar em até 48 horas no estabelecimento de saúde indicado. 

Os estados, municípios e estabelecimentos de saúde privados, sem fins lucrativos, que prestam serviços ao SUS, podem se inscrever pelo mesmo site, por meio das secretarias de Saúde. As inscrições são realizadas na parte acadêmica para preenchimento do formulário “Ficha do Gestor”.

Continua após a publicidade
Publicidade