Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Como evitar que os erros no Enem e no Sisu afetem ainda mais a sua vida

É mais um momento de muita expectativa; saiba o que fazer

Por Juliana Morales 4 fev 2020, 18h12

O erro nas notas do Enem 2019 desencadeou outros vários problemas aos candidatos. Divulgação do resultado do Sisu e, consequentemente, as inscrições do Prouni foram suspensas temporariamente. A nota de corte e a lista de espera do sistema apresentaram falhas. Tudo isso somado ao turbilhão de emoções naturais desse processo. Não foi fácil.

Passar por um processo seletivo como o Sisu já é uma experiência que promove tensão. Os inscritos ficam ansiosos para receber o resultado e as notas são alteradas diariamente, ao longo do processo. Aliado a esse cenário, ocorreram problemas neste ano que aumentaram ainda mais a espera”, diz Simone Perinotto Bellan, orientadora educacional do Ensino Médio do Colégio Poliedro, de São Paulo.

  • A psicóloga Michaela Furlanetto Mieli, da Oficina do Estudante, conta que a situação complicadora foi “um baque” para os estudantes e que muitos pediram ajuda para lidar com isso. “O que é mais do que indicado nesses casos. Não é recomendável passar por tanta adversidade sozinho”, alerta. 

    Hora dos resultados! Como lidar?

    Depois que tudo pareceu se encaixar, o resultado do Sisu saiu e as inscrições do Prouni já começaram. As listas de aprovados dos principais vestibulares também estão sendo divulgadas. Chegou o momento dos candidatos lidarem com os resultados, sejam eles positivos ou negativos. “Sem dúvida, essa experiência exige um amadurecimento emocional e resiliência dos alunos. Ou ele deverá se planejar em caso de conseguir a esperada vaga ou irá considerar a chance de não conseguir e entender que a vida continuará e outros caminhos serão percorridos”, diz Simone.

    A orientadora, então, recomenda que o estudante aproveite para fazer coisas que por um tempo tenha deixado de fazer devido aos estudos, como sair, relaxar, descansar, ler um livro, ir ao cinema. Enfim, curtir esse período de férias. “Um novo ano se iniciou e demandará que a pessoa esteja tranquila e conectada consigo mesma, seja para começar um novo ciclo em uma universidade ou retomar os estudos e se preparar para um novo processo seletivo.”

  • Michaela fala sobre a importância, para quem não passou, de acolher a tristeza advinda da frustração e, após esse período, fazer uma análise para saber o motivo de não ter dado certo. “O próximo passo é tentar outra vez, fazendo diferente naquilo que não funcionou. Por exemplo: se a nota de matemática deixou a desejar, aplicar-se mais nessa disciplina”, aconselha a psicóloga.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade