Assine com até 65% de desconto

Primeira prova do Enem começa às 13h deste domingo (4)

Portões fecham às 13h (horário de Brasília); Candidato deve levar um documento com foto e pelo menos uma caneta preta, feita com material transparente

Por da redação Atualizado em 4 nov 2018, 10h28 - Publicado em 4 nov 2018, 09h30

A primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 começa neste domingo (4) em todo o Brasil. Os portões são abertos às 12h e fechados às 13h, com início de prova às 13h30 (horário de Brasília). Serão 5 horas e 30 minutos de duração máxima.

Neste primeiro domingo, os candidatos farão as provas de Ciências Humanas (45 questões de geografia, história, filosofia e sociologia) e Linguagens e Códigos (45 questões de língua portuguesa, literatura e língua estrangeira, podendo ser inglês ou espanhol, a depender do que o candidato escolheu no momento da inscrição), além da redação (um texto de prosa dissertativo-argumentativo). 

No domingo da semana que vem, 11 de novembro, será a vez das provas de Ciências da Natureza (45 questões de biologia, química e física) e Matemática (45 questões).

Atenção aos horários

O governo federal voltou atrás de sua decisão e não adiou o Horário de Verão por causa do Enem. Portanto, as mudanças no relógio acontecem no primeiro dia de provas.

Os relógios precisam ser adiantados em uma hora nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Como todos os portões serão fechados impreterivelmente às 13h, conforme horário de Brasília, a atenção deve ser dobrada em estados que tenham fuso horário diferente.

Os portões dos locais do exame serão fechados nos seguintes horários locais:

  • 10h – Acre
  • 11h – Amazonas, Rondônia e Roraima
  • 12h – estados do Nordeste e Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Tocantins e Amapá
  • 13h – estados do Sul, Sudeste e Goiás e Distrito Federal
Enem Fechamento dos portões
INEP/Inep

Provas

Para realizar a prova do Enem, o candidato não pode esquecer de levar um documento com foto e uma caneta preta, feita com material transparente. O cartão de confirmação pode ser levado, mas não é obrigatório. É terminantemente proibido o uso de aparelhos eletrônicos durante o exame, sob pena de eliminação do candidato. Sendo assim, o MEC aconselha que o estudante evite levar qualquer tipo de dispositivo para os locais de prova.

Cobertura especial GE

O GUIA DO ESTUDANTE, em parceria com o Anglo Vestibulares, fará uma cobertura especial nos dois dias de prova: reportagens e correção exclusiva ao vivo. Fique atento ao site e à página do FacebookTwitter e Instagram!

Fique atento!

Caderno personalizado 

Os cadernos de prova serão personalizados, com o nome e o número de inscrição do candidato impressos na capa, juntamente com o cartão de resposta, encartado na prova. Segundo o MEC, a medida é para aumentar a segurança do exame. Os quatro cadernos de cores diferentes serão mantidos.

Atendimento especializado

Os candidatos com deficiência auditiva terão acesso a tradutores especializados na língua brasileira de sinais (libras) e, pela primeira vez, o acesso a vídeos das questões traduzidas e orientações necessárias para realização da prova. As provas destes participantes serão realizadas em salas adaptadas e separadas dos demais, com até seis participantes por sala e dois intérpretes – estes terão como função atender os candidatos em dúvidas que não interfiram nas respostas das questões.

Para os participantes com surdo-cegueira, haverá guia-intérprete, prova ampliada, prova superampliada, prova em braille, tradutor-intérprete de libras, leitura labial, ledor, transcritor e sala de fácil acesso.

Continua após a publicidade

Exame em dois domingos

A distribuição das provas não mudou: no primeiro domingo, dia 4, serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, com 5h30 de duração; já no segundo domingo, dia 11, será a vez das provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 5h de duração, 30 minutos a mais do que no ano passado.

Certificação

O exame não servirá mais para certificar o ensino médio, função que voltará a ser do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). 

Resultado

O resultado individual da prova será publicado em 18 de janeiro de 2019.

Reforço na segurança

Detectores de metal e de ponto eletrônicos, fiscalização de lanches e provas personalizadas são algumas medidas que serão adotadas para garantir a segurança do exame deste ano.

Este ano, serão utilizados cinco vezes mais detectores de aparelhos de ponto eletrônico do que em 2017. O sistema encontra os aparelhos de transmissão pelo sinal de rede móvel de banda larga, por radiofrequência de wi-fi e bluetooth. Outras medidas já consolidadas nas demais edições do exame serão mantidas, como a coleta da impressão digital dos participantes.

É permitido levar lanches para comer durante as provas, mas os alimentos industrializados, como biscoitos, salgadinhos e iogurte precisam estar com as embalagens lacradas, e todos os itens serão vistoriados antes do ingresso na sala.

Notas das escolas 

O resultado do Enem por escola, a partir das médias dos estudantes no exame, não será mais divulgado. Esse resultado costumava servir de base para a elaboração de ranking de qualidade das escolas. Segundo o MEC, o Enem foi concebido para avaliar estudantes do Ensino Médio e não escolas.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade