Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Natal, Ano Novo, vestibular e pandemia: como conciliar?

Depois de um ano completamente atípico, é hora de relaxar um pouco ou manter o ritmo?

Por Julia Di Spagna 22 dez 2020, 15h38

Dezembro costuma ser uma época difícil para os vestibulandos. Depois de meses intensos de dedicação, a ansiedade aumenta e é preciso conciliar as comemorações de fim de ano com os estudos. Afinal, é hora de relaxar um pouco ou intensificar a preparação?

Neste ano, responder fica ainda mais complicado por causa da pandemia. Além do adiamento do Enem e de grandes vestibulares, como Fuvest, Unicamp e Unesp, a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) é que amigos e familiares evitem se reunir para as festas. Ou seja, as comemorações, que antes poderiam ser um “alívio” no fim do ano, agora vão ser vividas de uma forma diferente, muitas vezes, sem o contato com pessoas queridas. Mas isso não significa que não possa ser um momento especial. 

“Mesmo que as comemorações não sejam como gostaríamos, podemos celebrar virtualmente com os amigos e os parentes“, diz Marcelo Dias Carvalho, coordenador do Grupo Etapa. Segundo ele, os estudantes devem ter em mente que as coisas poderão melhorar no próximo ano de acordo com o empenho que todos estamos tendo agora. Nesse sentido, pensar na segurança de todos deve ser uma prioridade. 

Andrea do Lago Souza, orientadora educacional do Curso Poliedro Campinas, explica que, de fato, as festas de final de ano demarcavam o fechamento de um ciclo, mas agora serão percebidas apenas como mais um elemento neste caminho que ainda não se encerrou, especialmente para quem presta os maiores processos seletivos do país.

“O final desse ciclo pode ser usado para exercícios de autorreflexão, para valorizar o que cada um construiu ao longo do ano, que são fatos importantes e quase sempre deixados de lado”, explica. Vale lembrar de algo novo aprendido em 2020 ou mesmo reconhecer as dificuldades já superadas, como aprender a estudar com professores e colegas à distância, batalhar para evitar as distrações em casa ou lidar com o intenso convívio familiar. Segunda a orientadora, qualquer conquista é válida e merece comemoração, ainda mais neste ano.

Continua após a publicidade
  • Primeiras e segundas fases em 2021

    Normalmente, as primeiras fases são realizadas em novembro e as segundas no início do ano seguinte, depois das festas de fim de ano. Com a pandemia, ambas as etapas serão em 2021. Segundo Carvalho, existe um lado positivo nessa mudança, já que os vestibulandos terão mais tempo para se dedicar à preparação. “Uma dica é treinar para os testes, estudar os assuntos de maior dificuldade pessoal e avaliar a evolução do seu desempenho semanalmente, analisando os pontos em que precisa melhorar”, diz. 

    Já o aspecto negativo é a questão da ansiedade, que pode ir se arrastando até o início do ano que vem. Nesse caso, é importante ter momentos de lazer que controlem ou diminuam essa sensação. “Resistência ao estresse, às situações adversas e capacidade de se recuperar e superar abalos à rotina são chaves neste ano, ainda mais com o início tardio das provas”, completa Souza. 

    Muito equilíbrio

    Quando se está prestando vestibular, é fundamental manter o foco do início da preparação até o dia da prova. Mas este ano foi difícil para todo mundo. Por isso, a recomendação dos especialistas é manter um equilíbrio. Mesmo que as festas de fim de ano sejam com um número reduzido de pessoas, é importante participar dessas comemorações. “Entrar em contato com amigos e familiares pelos diversos canais de comunicação e se permitir estar nas comemorações sem se culpar pode contribuir para uma atitude mais empática consigo mesmo”, diz Souza. 

    Caso esteja disposto, nos dias que não forem destinados às festas, a recomendação é estudar um único assunto com mais calma, ou poucos assuntos por meio período apenas, para que a retomada logo no início de janeiro não seja tão exigente e desgastante. “Se estiver muito difícil, tudo bem escolher algo prazeroso de estudar e, desta forma, se manter ativo”, afirma a orientadora. Depois, continue com o planejamento de estudos, com bastante garra e empenho para tentar garantir a tão desejada vaga. 

    Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

    Continua após a publicidade
    Publicidade