Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Parece chato, mas não é: por que você deve ler o edital dos vestibulares?

Além de tirar suas dúvidas, o edital pode direcionar os seus estudos e te deixar mais tranquilo em relação às diversas etapas do processo

Por Julia Di Spagna Atualizado em 19 mar 2021, 07h44 - Publicado em 5 mar 2021, 11h48

Sabemos que você tem mil e uma tarefas esse ano. Os exercícios parecem se multiplicar, os professores passam vários conceitos complexos ao longo da semana e você precisa absorver tudo. E no meio de toda essa confusão, tirar um tempinho para ler o edital dos vestibulares que vai prestar parece um absurdo. Mas e se a gente te convencer que isso melhora o seu desempenho na prova?

Por mais chato que pareça, esse material foi feito para ajudar. Ele contém informações preciosas sobre o vestibular e consegue resolver as suas dúvidas das mais complexas às mais simples. Além disso, nós conferimos os editais dos principais vestibulares do país e pode ficar tranquilo: apesar de dezenas de páginas, eles são bem organizados para você encontrar o que precisa. A linguagem não é maçante, as informações são claras e objetivas e alguns até oferecem exemplos para você entender melhor as etapas. 

A questão é que os minutos que você dedicar para a leitura do edital poderão poupar horas de estudo para uma matéria que terá um peso menor para a sua carreira ou uma disciplina que não será cobrada na sua segunda fase ou até impedir que você seja desclassificado por um detalhe que desconhecia. E também não é necessário ler item por item, mas alguns tópicos são extremamente estratégicos. Por isso, listamos algumas vantagens que você conseguirá se der uma chance para o edital. Confira:

O que a banca espera

Essa é uma dica valiosa, principalmente quando falamos da prova de redação. É importante entender o que os corretores priorizam no texto e o que efetivamente vai definir a sua nota. 

Mas também funciona para as disciplinas. O Manual do Candidato da Fuvest, por exemplo, especifica o que você precisa saber fazer com cada tema. Ou seja, não se limita a apontar a “Estrutura e fisiologia da célula”, mas alerta que o candidato deve:

  • reconhecer a célula como unidade da vida, como um sistema organizado em que ocorrem as reações químicas vitais, catalisadas por enzimas;
  • reconhecer que esse sistema está em constante interação com o ambiente, realizando trocas controladas pela membrana celular, transformando materiais e incorporando-os como seus principais constituintes (proteínas, glicídios, lipídios, ácidos nucleicos, vitaminas e água);
  • distinguir os dois tipos fundamentais de célula (procariótica e eucariótica), reconhecendo a existência de organelas celulares com funções específicas;
  • reconhecer a existência de processos de manutenção/reprodução da célula, compreendendo como o material genético controla o funcionamento celular;
  • reconhecer a mitose como um processo fundamental para a correta distribuição do material genético para as células-filhas e a importância do citoesqueleto e da organização cromossômica nesse processo.

Disciplinas

Nesse contexto, se estiver um pouco perdido em relação ao que é cobrado em cada vestibular, o edital será um prato cheio para se aprofundar, sendo um ótimo guia para orientar os seus estudos, relembrar tópicos importantes e ainda checar se você domina o tema ou se existem dúvidas.

  • Cálculo da nota

    Alguns vestibulares atribuem pesos diferentes para cada disciplina de acordo com a carreira escolhida pelo candidato. Outros apresentam duas fases e cada uma impacta a sua nota de uma forma. 

    Continua após a publicidade

    Isso impacta diretamente os seus estudos. A preparação para o vestibular precisa ser estratégica para funcionar. É impossível saber tudo de tudo, então é importante saber definir prioridades.

    Calendário

    Ficar atento com as datas dos vestibulares vai muito além de saber o dia da prova. Outras datas também têm sua importância e podem ser decisivas para você conseguir prestar a prova ou mesmo ingressar no curso.

    Perder o período de inscrições, por exemplo, fará todo seu esforço ao longo do ano se perder. Ou imagine que você é aprovado e depois de meses de dedicação, o seu nome apareceu na sonhada lista. Se você não ficar ligado nas datas disponíveis para a pré-matrícula e entrega de documentos também irá perder a oportunidade. 

    Quero Bolsa | Graduação, pós-graduação e técnico. Bolsas de Estudo com desconto de até 75% em mais de 1100 faculdades em todo o Brasil. Saiba mais!

    Lista de espera

    Você sabia que entrar na lista de espera de algumas universidades não é um processo automático? Isso mesmo, você precisa demonstrar interesse, senão ficará de fora: se o curso tiver 100 vagas, você for classificado com centésimo primeiro e não fizer o processo corretamente não será chamado se a lista rodar.  

    Então, fique de olho na divulgação dos editais e tente dar uma lida ao longo do ano. Conhecer melhor o processo irá impactar em alguns detalhes que fazem a diferença e ainda te dará mais segurança por saber onde está pisando.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade