Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

E agora, como fica o Novo Ensino Médio?

Entenda como as mudanças impactam a carga horária das disciplinas obrigatórias e dos itinerários formativos

Por Redação
2 abr 2024, 15h00

No dia 20 de março, a Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que traz uma série de alterações para o Novo Ensino Médio. O texto ainda precisa passar pela votação do Senado e pode ser modificado. Mas com tantas revisões, é normal que estudantes tenham a dúvida: afinal, como fica o Novo Ensino Médio?

Pensando nisso, o GUIA DO ESTUDANTE preparou um resumo sobre o que está prestes a ser alterado, caso as mudanças aprovadas pelos deputados virem lei. Confira: 

Carga horária

A carga horária total do Ensino Médio não foi alterada, ou seja, os estudantes devem cumprir 3 mil horas ao longo dos três anos.

Mas, até então, estavam previstas 1.800 horas para disciplinas obrigatórias, definidas de acordo com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), e 1.200 horas para optativas, os chamados itinerários formativos que, em tese, deveriam ser escolhidos pelos próprios estudantes.

Já o texto aprovado agora pela Câmara define 2.400 horas para disciplinas obrigatórias e 600 horas para optativas.

Disciplinas obrigatórias

Atualmente, as únicas disciplinas que precisam estar presentes nos três anos do Ensino Médio são português e matemática. 

Continua após a publicidade

E o que vai mudar? A ideia é aumentar as matérias presentes em todos os anos do ciclo para:

  • linguagens (português e inglês);
  • matemática;
  • artes;
  • educação física;
  • ciências da natureza (biologia, física e química); 
  • ciências humanas (filosofia, geografia, história e sociologia). 

Itinerários formativos

Aqui, a principal mudança está na quantidade ofertada. Hoje, as escolas definem quais e quantos itinerários serão disponibilizados aos alunos.

Com a alteração, cada instituição deve ofertar, no mínimo, dois itinerários de áreas do conhecimento diferentes. Eles também devem se delimitar ao aprofundamento nas áreas do conhecimento – ou seja, serão mais restritos.

Ensino técnico

No ensino técnico, a carga horária é de 1.800 horas para disciplinas obrigatórias e 1.200 horas para o ensino técnico – o que, no outro currículo, equivale ao tempo dedicado aos itinerários formativos.  

Mas se o texto da Câmara for aprovado, serão 2.100 horas de disciplinas obrigatórias. Desse período, 300 horas poderão ser destinadas a conteúdos da BNCC relacionados à formação técnica profissional oferecida. 

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Em relação ao curso técnico escolhido, a carga horária máxima será de até 1.200 horas.

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
E agora, como fica o Novo Ensino Médio?
Notícia
E agora, como fica o Novo Ensino Médio?
Entenda como as mudanças impactam a carga horária das disciplinas obrigatórias e dos itinerários formativos

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.