Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Quem é Renato Janine Ribeiro, novo presidente da SBPC?

Ele é filósofo, professor da USP, ex-ministro da educação e grande entusiasta da série Merlí, a quem ele dedicou um curso de 9 aulas disponíveis no YouTube

Por Giulia Gianolla Atualizado em 22 jul 2021, 22h02 - Publicado em 24 jun 2021, 21h15

Renato Janine Ribeiro foi escolhido para ser o novo presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) pelos próximos dois anos. A eleição interna ocorreu na última terça-feira (22) e Janine teve 63% do total de votos.

As duas vagas de vice-presidência serão ocupadas pela socióloga Fernanda Sobral, professora aposentada da Universidade de Brasília, e pelo físico Paulo Artaxo, professor titular do Instituto de Física da USP.

Renato Janine Ribeiro
Renato assume a liderança da SBPC aos 71 anos. FFLCH/Divulgação

Após ter concorrido  à presidência da SBPC em 2003 e perdido uma disputa apertada para o físico Ennio Candotti, Renato finalmente assume o cargo em 2021. A SBPC é a maior entidade representativa da ciência no país com cerca de 3500 sócios e 165 entidades científicas afiliadas. Ela foi fundada em 1948 e desempenhou um papel importante contra a ditadura militar, em defesa da ciência e das eleições diretas.

Renato Janine Ribeiro é filósofo, cientista político e professor titular na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Entre abril e setembro de 2015, foi ministro da Educação do governo Dilma Rousseff.

Continua após a publicidade

Antes disso, já havia sido diretor de Avaliação da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) de 2004 a 2008. Autor renomado, ganhou o prêmio Jabuti de Literatura em 2001, com sua obra “A Sociedade Contra o Social” (Companhia das Letras).

Janine é um entusiasta da série Merlí, um dos grandes sucessos da Netflix, mas que atualmente está fora do catálogo da plataforma. Filmado em Barcelona, o programa mostra a relação de um professor de filosofia e seus alunos de uma escola secundária. Cada episódio leva o nome de um filósofo, escritor ou pensador cujas ideias permeiam o roteiro e a vida concreta das personagens. Dilemas éticos, sexualidade, amizade, gravidez na adolescência, a dificuldade de crescer e se emancipar dos pais são alguns dos assuntos tratados com maestria ao longo de três temporadas. No Youtube, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) disponibilizou um curso completo de extensão ministrado por Renato Janine Ribeiro, Merlí e o Ensino Médio, na modalidade Ensino a distância (EaD). Veja a relação das aulas:

Aula 1: Os peripatéticos. (“Os peripatéticos” 1ª temporada, episódio 1). O professor se apresenta: filosofar fora do lugar.
Aula 2: O mito da caverna. (“Platão” 1ª temporada, episódio 2). Entre Platão e Nietzsche: a educação e o dilema das aparências.
Aula 3: A educação é para a vida. (“Adam Smith” 3ª temporada, episódio 2) O que mudar na escola como existe hoje? Sexo e amor, jovens e adultos.
Aula 4: O sentido da vida, qual seria? (“Camus” 3ª temporada, episódio 3) Por que Camus diz que a grande questão filosófica é a do suicídio?
Aula 5: O perdão. (“Hannah Arendt” – 3ª temporada, episódio 5) Todos podem melhorar suas vidas? O amor e suas formas.
Aula 6: O furto da prova. (“Maquiavel” 1ª temporada, episódio 3). Nas relações pessoais e no resto da vida, há justificativa para ações “erradas”?
Aula 7: Kant é implacável com a mentira. (“Kant” 2ª temporada, episódio 4). Será que, às vezes, mentir é mais ético do que dizer a verdade?
Aula 8: Merlí termina: os rumos que cada um toma na vida. (“Merlí Bergeron” 3ª temporada, episódio 14).
Aula 9: Concluindo o curso: como você faria um curso de ensino médio que afete a vida dos alunos.

Para ter acesso às aulas na íntegra, clique aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade