logo-ge

“Engenheiro químico pode atuar como engenheiro florestal?”

Você pergunta, nossos orientadores respondem

O engenheiro químico pode atuar, por exemplo, como engenheiro florestal? Ou isso não é possível?

Lucas Alves Pereira

Por JULIANA RISSARDI, sócia-consultora da People & Results

Olá, Lucas, tudo bem?

Todas as áreas da Engenharia têm disciplinas transversais, o que significa que a formação em Engenharia tem muito em comum. Porém, de acordo com o setor ou segmento de empresa a qual você vai trabalhar, é necessário que você tenha uma especialidade em seu currículo de conhecimento. Por isso, elas se dividem em várias engenharias.

Um engenheiro florestal estuda e trabalha com a análise dos impactos da exploração dos recursos florestais como madeira, óleos e resinas. Pode trabalhar em projetos de sustentabilidade das florestas, desenvolvendo processos menos agressivos às matas etc. Para isso é importante que você tenha alguma especialização.

Busque então verificar se há alguma pós-graduação em temas florestais que você possa recorrer para desenvolver essa competência de conteúdo e assim enriquecer o seu currículo e atuar nessa área. Uma vez que você já tem a graduação em Engenharia Química, portanto uma pós-graduação pode trazer essa complementariedade que você quer.

Boa sorte!

Envie suas dúvidas para nosso canal de Orientação Profissional

People & Results

Empresas são feitas de profissionais. São eles que constroem, transformam e perpetuam a cultura corporativa. Quando colocadas em posições que exigem aquilo que cada um tem de melhor, alcançam desempenho superior, são mais felizes. Portanto, cuidar da cultura da empresa e da carreira é peça fundamental na gestão de pessoas e para o sucesso nos negócios. Em suma, pessoas e resultados são o nosso negócio.
(A consultoria, especializada em carreira e cultura organizacional, responderá periodicamente as dúvidas dos leitores do GE).