Assine com até 65% de desconto

Medicina Veterinária

Informe-se sobre o mercado de trabalho da disputada carreira de Medicina Veterinária e conheça os seus cursos de graduação

Por Redação Atualizado em 31 jul 2020, 12h02 - Publicado em 30 Maio 2012, 15h02
GE/Guia do Estudante

Tudo sobre a Medicina Veterinária

Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária, há mais de 80 mil veterinários cadastrados no Brasil. O curso, que ainda encanta tantos estudantes, exige muito mais do que só amor por animais

O que faz um veterinário?

O médico veterinárioassistência clínica e cirúrgica a animais domésticos e silvestres. Ele cuida da saúde, alimentação e reprodução de rebanhos, e inspeciona a produção de alimentos de origem animal. Neste caso, verifica o cumprimento das normas de higiene nas indústrias, a fim de evitar a transmissão de doenças para o ser humano.

Na indústria alimentícia, controla as tecnologias de produção. Em qualquer indústria que use matéria-prima de origem animal, a presença do graduado é indispensável para fazer o controle dessa matéria-prima. Pode atuar, ainda, na área de vendas de alimentos, remédios, vacinas e de outros artigos para animais.

  • O que você pode fazer

    Clínica e cirurgia de animais de pequeno porte: prestar atendimento clínico e cirúrgico a animais domésticos.

    Centros de pesquisa: atuar na pesquisa e no desenvolvimento de biotecnologias voltadas ao setor animal.

    Indústria de produtos para animais: acompanhar a produção e a comercialização de alimentos, rações, vitaminas, vacinas e medicamentos. Cuidar do marketing dos produtos e prestar assistência técnica ao cliente.

    Indústria de produtos de origem animal: fiscalizar estabelecimentos que produzam, vendam ou exportem produtos de origem animal.

    Conservação de espécies: estudar animais silvestres em cativeiro ou em seu habitat, cuidando de sua reprodução e preservação. Implantar projetos ecológicos e em reservas naturais.

    Perícia técnica: avaliar a saúde de animais de competições esportivas e a possível ingestão por eles de medicamentos e hormônios proibidos.

    Produção e sanidade animal: controlar a saúde de rebanhos. Prevenir e controlar doenças em propriedades rurais.

    Saúde pública veterinária: prevenir e controlar zoonoses e doenças transmitidas por vetores. Atuar na vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental.

    Tecnologia de produção animal: desenvolver técnicas e métodos de aperfeiçoamento genético, alimentação e reprodução.

    Mercado de Trabalho

    Quais são as áreas de atuação? E as principais funções de quem atua na área?

    O Brasil é o segundo maior mercado pet do mundo, de acordo com a Associação Brasileira da indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). O setor obteve um faturamento próximo a R$ 18 bilhões em 2016. Nas grandes cidades, há uma abundância de clínicas veterinárias e lojas para animais de estimação, o que resulta em boa procura pelo profissional. Mas a concorrência é elevada.

    O profissional que quer ter seu próprio negócio precisa ser criativo e oferecer produtos e serviços inéditos para atrair clientes, como venda de alimentos light, cuidados estéticos, tratamentos clínicos de última geração, aparelhagem avançada para diagnósticos por imagem, planos de saúde, fisioterapia, adestramento e hospedagem diferenciada.

    O agronegócio é outra área aquecida. Nela, o graduado atua em parceria com agrônomos e zootecnistas na melhoria das condições de saúde de rebanhos. Na indústria de produtos de origem animal faltam veterinários para adequar as condições de produção às normas de exportação. As empresas que produzem peixes em cativeiro sofrem com a falta do bacharel. Há ainda boas chances na indústria de medicamentos e de produtos veterinários.

    Média salarial

    O salário médio mensal de um veterinário é de R$3.524, podendo chegar a R$7.159, de acordo com a pesquisa feita pelo Banco Nacional de Empregos, e contribuições do site Salário BR. As vagas podem ser na rede pública e privada, além das áreas acadêmicas, de pesquisa, farmacêutica e o empreendedorismo.

    Curso

    O que estuda e quais são as matérias da grade curricular?

    Nos dois primeiros anos, o estudante tem disciplinas das áreas de Ciências Biológicas, Exatas e Sociais Aplicadas, como anatomia, microbiologia, genética, nutrição e produção animal, matemática e estatística, além de bioética.

    Em seguida, começa a estudar doenças e técnicas clínicas e cirúrgicas. As atividades práticas, que são realizadas em laboratório, continuam ganhando espaço na grade curricular da maioria dos cursos de Medicina Veterinária. No último ano da graduação, é obrigatório fazer estágio e um trabalho de conclusão de curso.

    Nota de corte

    Para entrar no curso de Medicina Veterinária usando o Sisu, é preciso que o estudante atinja, no mínimo, a nota 718.22, segundo o site Quero Bolsa.

    Tempo de curso: 5 anos.

    LEITURA INDICADA:

    Manual do Calouro de Medicina Veterinária: Um guia para calouros perdidos e veteranos desavisados -  Luiz Guilherme Corsi

    Elementos de Didática de Medicina Veterinária -  Alfredo Braga Furtado

    Legenda:

    Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

    ★★★★★ - Excelente

    ★★★★ – Muito bom

    ★★★ - Bom

    CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

    O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

    Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

    $ - Até 500,00 reais

    $$ - De 500,01 a 750,00 reais

    $$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

    $$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

    $$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

    n/i - Valor não informado

    Você também pode se interessar por:

    Publicidade