Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Estudantes protestam contra os cortes no orçamento da UFRJ

Manifestantes também reivindicam mais investimentos para garantir uma educação pública de qualidade no Brasil

Por Wender Starlles Atualizado em 14 Maio 2021, 23h06 - Publicado em 14 Maio 2021, 20h21

Diante do possível fechamento no segundo semestre, estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) fazem protesto, nesta sexta-feira (14), contra os cortes orçamentários e pela falta de verbas necessárias para o pagamento de contas básicas da instituição.

Estudantes protestam contra corte de verbas na UFRJ
A concentração do ato em favor da UFRJ foi no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) Alessandro Costa ADUFRJ/Divulgação

A luta em oposição ao desmonte da maior universidade federal do país e a garantia de uma educação pública de qualidade são as principais reinvindicações do ato organizado pelos estudantes, segundo Pietra Alcântara Gomes, 21, aluna de medicina da UFRJ.  Ela justifica que é necessário impedir o corte de gastos que vai prejudicar os noves hospitais universitários e unidades de saúde especializadas no tratamento de doenças, inclusive, de covid-19.

“Precisamos lutar pelos 53.000 alunos da graduação e 16.000 da pós-graduação que veem a UFRJ não só como uma forma de ingressão no mercado de trabalho, mas como uma oportunidade de ascensão social e de combate às estruturas tão desiguais do nosso país. A UFRJ oferece auxílios, empregos e vida para muitas pessoas”, afirma a estudante.

Em nota conjunta, diversas entidades estudantis (UNE, UBES, ANPG) se manifestaram sobre a falta de investimentos na área de educação no Brasil. “Isso acontece, porque o governo federal vem executando cortes e contingenciamentos de recursos das universidades e institutos federais, CAPES e CNPq, e vem atrapalhando os processos de realização do Exame Nacional do Ensino Médio, principal porta de entrada de milhares de brasileiros ao ensino superior”, diz o texto.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) afirma que a situação orçamentária da UFRJ é resultado de um projeto de sucateamento que não começou no governo atual, mas piora a cada ano que passa no mandato do presidente Jair Bolsonaro. “O mesmo governo que corta e bloqueia investimento das universidades destinou durante a pandemia mais de R$ 1 trilhão para os os bancos, gastou R$ 15,6 milhões com leite condensado e criou um orçamento ‘secreto’ na casa dos R$ 3 Bilhões para aprovar leis anti-povo”, afirma a entidade em nota.

No Twitter, estudantes postaram fotos e vídeos do protesto.

Duas estudantes em primeiro plano com cartazes escritos
Estudantes também exibiram cartazes sobre a violência no Rio de Janeiro e críticas ao governo Bolsonaro Alessandro Costa ADUFRJ/Reprodução

Crise orçamentária

Em 2021, a universidade teve o orçamento de R$299 milhões aprovado pelo governo federal, mas apenas R$ 146,9 milhões foram liberados e outros R$ 152,2 milhões precisavam de aprovação do congresso nacional para serem utilizados.

Em votação por meio de crédito suplementar, a quantia foi liberada no dia 13 de maio, após a repercussão negativa do caso. Entretanto, o valor não é suficiente para manter os gastos da universidade, que depois da medida aprovada, garante operação apenas até setembro, segundo o pró-reitor.

5 fatos sobre a UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro

1. História

A UFRJ foi criada em setembro de 1920, por meio de um decreto pelo então presidente Epitácio Pessoa. O país ainda estava sob o efeito devastador da gripe espanhola, e a instituição somou esforços contra a doença.

2. Grandes nomes

Clarice Lispector, Oscar Niemeyer, Jorge Amado, Osvaldo Cruz, Vinicius de Moraes, Cândido Portinari e Noel Rosa estudaram na instituição carioca.

3. Ranking

Em 2021, a UFRJ foi considerada a melhor universidade federal do Brasil e a segunda melhor da América Latina, segundo classificação do Webometrics Ranking of World Universities, ranking com instituições de mais de 200 países. A pesquisa foi feita pelo CSIC, o maior órgão público de pesquisa da Espanha

4. Estrutura

Além dos centros universitários, a UFRJ tem o hospital universitário e outras unidades de saúde, um parque tecnológico, bibliotecas, laboratórios e museus. Entre eles, o Museu Nacional, a instituição científica mais antiga do Brasil.

5. Pandemia

A UFRJ tem trabalhado fortemente no combate à pandemia. Duas vacinas da universidade contra a covid-19 estão em fase de testes pré-clínicos. Além do desenvolvimento de um soro contra a doença, a partir do plasma de cavalos

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

Continua após a publicidade
Publicidade