logo-ge

Fuvest usa reconhecimento facial para identificar candidatos no vestibular

Tecnologia será usada a partir do vestibular 2019; prova da primeira fase acontece em 25 de novembro

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que seleciona estudantes para a Universidade de São Paulo (USP), anuncia que o vestibular 2019 tem novidade: os dias de prova vão contar com a tecnologia de reconhecimento facial para aumentar o controle de segurança do exame e agilizar a identificação dos vestibulandos. 

O recurso substitui a coleta da impressão digital feita em papel e será somado ao uso do documento oficial e da assinatura do candidato.

A tecnologia foi testada, pela primeira vez, durante a prova de transferência externa da USP aplicada no último domingo (10).

Como vai funcionar?

Ao fazer a inscrição pela internet, o candidato deverá enviar uma foto que ficará armazenada no banco de dados da Fuvest. Esta foto e as imagens coletadas nos dias dos exames serão confrontadas.

Segundo o diretor executivo da Fuvest, Renato Freire, “O processo está sendo desenvolvido para ser compatível com o sistema de matrícula da USP, que em 2019 será online”.

GE Fuvest 2019

O Guia do Estudante Fuvest 2019 traz os temas que mais caem no vestibular, resumos de livros obrigatórios, simulados de 1ª e 2ª fases e estratégias para os dois exames, incluindo dicas para melhorar sua nota em redação! Compre aqui.

Outras mudanças

Em maio deste ano, a Fuvest já havia anunciado outras mudanças para o seu vestibular 2019.

A principal alteração no processo seletivo é a diminuição de três para dois dias de provas na segunda fase, que serão aplicadas em 6 e 7 de janeiro de 2019. No primeiro dia, os candidatos irão enfrentar as questões de português e redação, que permanecem iguais aos vestibulares anteriores. No entanto, no segundo dia haverá disciplinas específicas (ou seja, aquelas exigidas pela carreira escolhida), cuja quantidade aumentou de duas a três para duas a quatro, a critério de cada unidade.

A primeira fase continua com 90 questões objetivas sobre as disciplinas obrigatórias do ensino médio e acontecerá em 25 de novembro.

Inscrição

Também foram apresentadas novidades na inscrição dos candidatos, que está prevista para agosto. No ano passado, a USP adotou um sistema de reserva de vagas para os estudantes oriundos de escolas públicas e alunos de escola pública autodeclarados Pretos, Pardos e Indígenas (PPIs). 

Para a aplicação dessa resolução, o processo seletivo adotará inscrições por modalidades de vagas. Ao escolher sua carreira e seu curso, o vestibulando terá três opções: Ampla Concorrência (AC), Ação Afirmativa Escola Pública (EP) e Ação Afirmativa Preto, Pardo e Indígena (PPI).

A USP reservará 40% de suas vagas, por curso, para estudantes de escola pública, considerando Fuvest e Sistema de Seleção Unificada (Sisu), outra forma de ingresso na universidade para o vestibular 2019. Desses 40%, ainda incidem 37,5% de reserva de vagas para PPIs. Com essas mudanças, a concessão de bônus deixa de existir. 

O valor da taxa de inscrição não foi alterado, permanecendo em R$ 170.

Confira outras mudanças no processo seletivo neste link.

Produtos de Amazon.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s