logo-ge

MEC anuncia desbloqueio de R$ 1,2 bilhão das universidades federais

O ministro da Educação afirmou que a intenção é liberar até o final do ano toda a verba contingenciada em abril

Com o desbloqueio de quase R$ 2 bilhões do Ministério da Educação, já previsto desde o último dia 17, cerca de R$ 1,2 bilhão será descontingenciado das universidades e institutos federais. O anúncio foi feito nesta segunda (30) pelo ministro da Educação Abraham Weintraub, que afirmou que o desbloqueio passa a valer imediatamente. O restante da verba será utilizado para compra de material didático, grandes avaliações de educação básica aplicadas pelo Inep e pagamento de bolsas da Capes.

Mesmo com o desbloqueio, R$ 3,8 bilhões do Ministério da Educação continuam congelados. As universidades, por sua vez, continuam com R$1 bilhão contingenciado, já que o bloqueio em abril foi de R$ 2,2 bilhões. Segundo o ministro, o descontingenciamento foi feito agora para evitar a paralisação de atividades e danos para a população. 

Apesar dessa afirmação, diversas federais já cortaram serviços de limpeza, transporte e até adiaram provas do vestibular por dificuldades financeiras. A Universidade Federal do Paraná, por exemplo, declarou que paralisaria as aulas ainda este ano se a verba não fosse liberada até o fim deste mês. 

O MEC também deve receber nos próximos meses R$ 1 bilhão do fundo da Lava Jato, que foi criado a partir de multas pagas pela Petrobrás. Weintraub afirmou que, até o final do ano, todo o valor bloqueado das universidades poderá ser descongelado.