Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Pós-pandemia: a tendência dos vestibulares online

Conversamos com CEO da plataforma Amigo Edu, que realizou a maior prova online privada do país

Por Juliana Morales Atualizado em 28 jan 2021, 13h22 - Publicado em 28 jan 2021, 08h00

Ainda no primeiro semestre de 2020, com os efeitos da pandemia impactando cada vez mais a educação, as universidades particulares começaram a buscar saídas para conciliar seus processos seletivos e a segurança dos candidatos, como bem mostramos em uma matéria do GUIA publicada em junho do ano passado. A adaptação para a modalidade remota de prova não deixou de ser desafiadora para muitas universidades e alunos no ano atípico. O processo está sujeito a falhas técnicas, como aconteceu com o vestibular digital da PUC-SP e com a prova digital do Mackenzie.

Na época, os vestibulares online – até então pouco explorados – foram logo apontados como um caminho, que foi ganhando força ao longo dos meses de vida (e educação) remota. Foi nesse cenário que a startup de educação Amigo Edu lançou uma nova solução, o Vestibular e Admissão Digital, que oferece às universidades o processo completo e customizado para a realização da prova online. De lá para cá, Beto Dantas, fundador e CEO da plataforma conta que a demanda por esse tipo de prova cresceu muito, batendo cem vestibulares online aplicados em 2020, com mais de 500 mil participantes.

Segundo Dantas, os processos seletivos online passaram por mudanças e foram aprimorados: “a modalidade era muito pouco utilizada e, na maioria das vezes, tratava-se de apenas uma prova de redação”. Hoje, novas tecnologias garantem novas possibilidades de formatos, que englobam questões dissertativas e múltipla escolhas também, além de novos recursos para a melhoria no quesito da segurança digital, garantindo a idoneidade do processo, que é um dos grandes desafios quando se trata de prova online.

Sobre o futuro, Dantas acredita que o vestibular digital é uma realidade no pós-pandemia, e que mesmo com a normalização de todos processos ele vai continuar. “Ficou claro para as universidades que o custo para fazer um vestibular digital é bem menor que o do presencial e o nível de presença dos alunos é muito bom. Então você toca ali nos dois principais pontos de um vestibular: o custo operacional dele e assiduidade do aluno”, explica.

ENAE

No dia 9 de janeiro, um fim de semana antes do primeiro dia do Enem 2020, o Amigo Edu realizou o ENAE (Exame Nacional do Amigo Edu) um simulado, gratuito e online, nos moldes do exame nacional. Além de treinar para a prova, a nota obtida no simulado pode ser utilizada pelo candidato para ingressar em mais de 150 faculdades privadas de todo o Brasil que fizeram parceria com a plataforma, sem necessidade de fazer o vestibular e com possibilidade de desconto nas mensalidades de acordo com seu desempenho. No total, participaram 47.214 estudantes, entre os pouco mais os 100 mil inscritos, tornando-se a maior prova online privada já feita no país.

Continua após a publicidade

Dantas conta que a ideia de criar o ENAE surgiu, principalmente, pelo adiamento do Enem para janeiro e como a mudança de datas acabou alterando também o calendário dos processos de seleção, para dar novas possibilidades para as instituições e para os alunos que optam por uma faculdade privada. Segundo o levantamento da plataforma, 47% dos participantes pretendem usar a nota do ENAE para entrar numa faculdade privada, enquanto 51% vão aguardar o resultado do ENEM para decidir. Os cursos mais procurados pelos estudantes foram Medicina (11,6%), Direito (7,19%) e Enfermagem (5,16%). 

Enem Digital

Quando fala de prova online, é comum pensar no Enem Digital, que terá sua primeira edição no próximo domingo (31). Mas Dantas esclarece que o exame ainda não é um vestibular digital, mas sim “uma prova presencial feita no computador”. Ele acredita que trata-se de uma simulação de um processo digital para, no futuro, conseguir implementar, de fato, um processo online, sem deslocamento físico. “Eles querem entender como eles vão ministrar as informações de uma forma super apurada e se vão ganhar agilidade no processo de divulgação da nota e na diminuição de fraudes nessa modalidade”, afirma.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade