Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Aluna nota mil na redação do Enem sentiu alívio ao ver o tema

Luana considera que o tema é próximo do dia a dia - mas que ainda assim exigia interpretação. Veja o texto da candidata

Por Ludimila Gomes
Atualizado em 18 jan 2024, 13h15 - Publicado em 17 jan 2024, 13h34

Assim como outros candidatos que fizeram o Enem 2023, a estudante Luana Pizzolato, de 20 anos, passou um sufoco até finalmente conseguir acessar as suas notas nesta terça-feira (16), quando o resultado do exame foi divulgado pelo Inep. Mas tudo ficou para trás quando uma amiga de Luana driblou a instabilidade do site e viu o resultado por ela: descobriu, então, que era uma das 60 nota mil na redação do Enem 2023.

Em conversa com o GUIA DO ESTUDANTE, a jovem contou sobre o sonho de cursar Medicina e as estratégias adotadas para alcançar a nota máxima na redação. Destacou que o tema desta edição contribuiu para o bom desempenho, por ser muito presente no seu dia a dia, mas que não foi exatamente fácil e exigiu interpretação.

Confira a trajetória de Luana e seus conselhos para outros vestibulandos.

O sonho da Medicina

Com o sonho de cursar Medicina desde criança, a candidata conta que já tirou notas boas em outra edições que a permitiriam entrar em outros cursos, mas que optou por perseguir sua verdadeira paixão. A família de Luana é do sul, mas ela mora em Santo André, ABC Paulista, onde cursou o Ensino Médio. Depois, passou a fazer cursinho no Poliedro.

Continua após a publicidade

A estudante começou a fazer o Enem como treineira em 2019 e só nos últimos 3 anos prestou o exame “para valer”. Até esta edição, sua maior pontuação na redação havia sido 920. Este ano, com a nota máxima, espera finalmente conquistar a aprovação.

+ Como os treineiros podem aproveitar o Enem da melhor forma possível

Um tema muito presente

Perguntada sobre o tema da redação do Enem 2023, “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”, Luana afirma que ele não foi exatamente simples e pedia cuidado na interpretação.

Continua após a publicidade

“Achei o tema comprido”, opina. Ela conta que teve que destrinchar a frase para chegar ao núcleo da questão que deveria ser debatida. Ainda assim, não se desestabilizou, já que se tratava de um tema “muito presente no dia a dia”. Sentiu alívio e conseguiu argumentar com facilidade, relembra.

Para Luana, o tema do Enem 2023 foi também mais objetivo se comparado a anos anteriores, como em 2019 quando os candidatos debateram a “democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

Veja abaixo o rascunho da redação da estudante:

Continua após a publicidade
rascunho redação
O rascunho da redação de Luana Pizzolato (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Redação é estudo e prática

Fazer a prova do Enem exige estratégia – e a redação, ainda mais. Luana contou qual é a sua ao GUIA. Segundo a estudante, assim que pega o exame em mãos ela primeiro lê o tema da redação, mas sem a intenção de iniciar o texto naquele momento. Então, pensa no tema enquanto responde as questões de Linguagens e Humanas.

Depois de responder quinze questões de cada área do conhecimento, faz uma pausa para iniciar a organização das ideias da redação, anotando possíveis argumentos a partir dos textos de apoio. Depois, em algum espaço vazio da prova, começa a estruturar a redação. Separa o texto em:

Continua após a publicidade
  1. Introdução;
  2. Desenvolvimento 1;
  3. Desenvolvimento 2;
  4. Conclusão. 
esquema de texto luana
Luana esquematiza seus argumentos antes de começar a escrever a redação (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Para Luana, é essencial que os candidatos tenham a redação como algo importante no Enem e não como secundário. “É trabalho do ano inteiro”, afirma. Para a participante, é importante que estudantes tenham constância e se comprometam a escrever uma redação por semana no primeiro semestre, usando das horas disponíveis de estudo para entender a macro e a microestrutura do texto. Além disso, é importante sempre rever e corrigir os erros. 

Já a partir da metade do ano, ela aconselha aumentar a frequência para duas redações por semana e com tempo cronometrado, para simular as condições que o candidato enfrentará no dia do Enem.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

+ 6 dicas para escrever sua redação mais rápido

Conheça seu repertório

Luana usou conteúdos de História como repertório em sua redação do Enem 2023. Ela conta que iniciou a introdução do texto abordando a luta das mulheres por direitos no Brasil do século 20.

Depois, seguiu argumentando contra o capitalismo e o patriarcalismo a partir de dois repertórios: Karl Marx e o período colonial. Para Luana, o mais importante é escrever muito e entender que um repertório não basta para todo texto. “A argumentação tem que ser autêntica”.

+ Como usar seu repertório na redação da melhor maneira possível?

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
Aluna nota mil na redação do Enem sentiu alívio ao ver o tema
Enem
Aluna nota mil na redação do Enem sentiu alívio ao ver o tema
Luana considera que o tema é próximo do dia a dia - mas que ainda assim exigia interpretação. Veja o texto da candidata

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

MELHOR
OFERTA

Plano Anual
Plano Anual

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

a partir de R$ 15,90/mês

Plano Mensal
Plano Mensal

R$ 19,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.