Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Professor de história inova usando rap no TikTok

Yan Allen Silva Santos, o “Flowfessor”, trata temas como Revolução Russa e o conflito entre Israel e Palestina na rede social

Por Redação 30 set 2021, 16h30

Por Izabella Giannola/ Revista Esquinas

Com mais de 100 mil likes no TikTok, Yan Allen Silva Santos, 34,  encontrou no rap uma forma de mostrar conteúdos históricos. Conhecido como “Flowfessor”, Yan trata diversas matérias da disciplina: Revolução Russa, conflito entre Israel e Palestina, Inconfidência Mineira, Iluminismo, Revolução Haitiana. 

@flowfessor.yan

Prof. Mano Brown sobre o conflito Israel x Palestina #palestina agoravocesabe

♬ som original – Yan Allen

Yan mora em Santa Bárbara, na Bahia, e está no ramo educacional desde 2011, lecionando para os ensinos fundamentais, médio e também pré-vestibular. Agora, usa o TikTok para democratizar conhecimento para mais pessoas.

Seu incentivo para levar o conteúdo para a plataforma veio de uma colega professora. “Ela dizia que meu conteúdo era a cara do TikTok, resolvi dar ouvidos e tive essa boa surpresa”, conta.

TikTok na Educação

A rede social de vídeos TikTok atingiu cerca de dois bilhões de downloads somente em 2020.  Diversos conteúdos marcam presença na plataforma que possui muitos usuários jovens.

De acordo com a GlobalWebIndex, 40% dos usuários do TikTok têm de 16 a 24 anos. Nesse contexto, surgem nomes como o “Flowfessor” e outros educadores que utilizam a plataforma para atingir esse público alvo.

Influência do rap: da periferia ao TikTok

O rap influenciou a vida do professor desde sempre: “Três elementos, dentre os vários que compõem o meu ser, são marcantes na minha juventude: o fato de eu ser um jovem negro, periférico e evangélico. A realidade da periferia estava no meu cotidiano, mas eu não via uma expressão artística que preenchesse esse vazio dentro da cultura evangélica, até conhecer Apocalipse 16”, conta. A banda pioneira do rap cristão no Brasil.

Continua após a publicidade

“Algum tempo depois, já no ensino médio, com um pouco mais de maturidade e independência, um amigo colocou para eu ouvir ‘Capítulo 4, versículo 3’, dos Racionais. Aquilo foi tão potente para mim que uma semana depois, pela primeira vez, eu apresentava um trabalho oral. Adivinha como? Rimando”,  lembra Yan, sobre o início de sua paixão pelo estilo, que se tornou presente em sua profissão.

Com um personagem no TikTok inspirado em Mano Brown, Yan busca levar conteúdos para além da sala de aula, aproveitando-se do espaço online de uma forma alternativa, algo que se tornou comum durante o período de pandemia e isolamento social. Inspirado por um pensador chamado Austin Kleon, escritor do livro “Roube como um artista”, o Flowfessor adotou o conceito de que “a criatividade nada mais é que a combinação de coisas que já existem para criar algo novo”.

“Digo isso porque a inspiração para os vídeos ‘professor Mano Brown’ veio assistindo alguns vídeos do YouTube que tinham mera intenção de entreter, mas que geravam muita conexão. Por outro lado, a inspiração também veio da vontade de upar conteúdo educacional diferente do que já tinha e estava consolidado na internet”, explica.

TikTok e educação acessível

Yan explica o quão importante é aproveitar um ambiente composto por tantos jovens para espalhar conhecimento de uma forma acessível. “Rubem Alves em ‘Ao Professor, Com O Meu Carinho’ diz ‘pela analogia, o pensamento pula de uma coisa que ele conhece para outra coisa que ele não conhece’.  Essa é a minha intenção: levar aquele estudante, que de maneira tradicional não faria uma reflexão, a sair da sua zona de conforto”, diz.

Um dos grandes virais de seu perfil foi um vídeo onde aplicava letras dos Racionais para explicar o conflito entre Israel e Palestina:

@flowfessor.yan

Responder a @v4lzin Se gostou me ajuda na missão, curte e comenta um –>🔥 #agoravocêsabe agoravocesabe

♬ som original – Yan Allen

Assine o Curso PASSEI! do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país

Continua após a publicidade

Publicidade