Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Quem é a ‘pirralha’ Greta Thunberg e por que ela ‘abraça coelhinhos’

A jovem sueca tira o sono de líderes mundiais descuidados com o meio ambiente

Por Giulia Gianolla Atualizado em 28 abr 2021, 14h12 - Publicado em 27 abr 2021, 19h17

A ativista ambiental sueca Greta Thunberg, 18 anos, está nos holofotes do mundo há um bom tempo. Eleita Pessoa do Ano pela revista Time em 2019, desde muito nova, ela bate de frente com os líderes mundiais.

Além de mobilizar jovens no mundo todo pela causa climática, Greta coleciona apelidos que nascem da irritação de governantes que não gostam de suas cobranças. O apelido da vez é “abraçadora de coelhinhos”. 

O “apelido carinhoso” veio de Boris Johnson, primeiro-ministro inglês, durante a Cúpula do Clima 2021, que começou na última quinta-feira (22). Em seu discurso, Johnson afirmou que é preciso ações práticas contra o aquecimento global e que “não se trata apenas de um movimento ambiental caro e politicamente correto de ‘abraçar coelhos'”.

A jovem sueca usou seu Twitter para rebater a declaração.

Greta, em seu Twitter, com a descrição ironizando o discurso de Boris Johnson.
Greta ironiza o discurso de Boris Johnson no Twitter. Na descrição do perfil ela escreveu ‘abraçadora de coelhos’. Twitter/Reprodução

O evento reuniu 40 líderes globais, incluindo Joe Biden e Jair Bolsonaro. Este último, inclusive, prometeu dobrar o orçamento para combater o desmatamento no Brasil – um dia antes de anunciar um corte de 24% no mesmo orçamento.

Greta, mais uma vez por meio de seu Twitter, comentou o discurso de Bolsonaro:

 “Bolsonaro aprovou um corte de 24% no orçamento ambiental para 2021 em relação ao ano anterior, um dia depois de prometer aumentar os gastos no combate ao desmatamento. Ops … é quase como se nossos ‘líderes climáticos’ não estivessem levando isso a sério”.

Não é a primeira vez que a ativista e o presidente brasileiro trocam farpas. Em 2019, Bolsonaro se referiu a ela como “pirralha” em um de seus famosos discursos no “cercadinho” do Palácio do Planalto. E a resposta debochada de Greta foi a mesma que vimos com Boris Johnson: 

Em resposta a Bolsonaro, Greta se intitula
Em resposta a Bolsonaro, Greta se intitula ‘pirralha’ no Twitter. Twitter/Reprodução

Quem é Greta Thunberg e por que ela incomoda?

Filha de uma cantora de ópera e um ator, Greta Thunberg nasceu em 2003. Ela foi diagnosticada com síndrome de Asperger, hoje considerada um transtorno do espectro do autismo. A síndrome é uma condição neurobiológica que afeta a sociabilidade e a comunicação do indivíduo, mas não interfere no desenvolvimento de linguagem ou raciocínio. A síndrome faz com que a pessoa tenha uma concentração profunda em um tema ou ideia específica.  

Aos oito anos de idade, Greta passou a se interessar pelas mudanças climáticas do planeta e mudou comportamentos: parou de andar de avião, tornou-se vegana… até que, em agosto de 2018, aos 15 anos,chamou a atenção do mundo pela primeira vez.

Nas três semanas anteriores às eleições na Suécia, ela começou a sentar-se em frente ao parlamento sueco nos dias letivos de sua escola para protestar sobre a crise climática. O que começou como uma manifestação individual ganhou força e, em pouco tempo, seu movimento Fridays For Future ganhou adeptos ao redor do mundo.

Greta segura um placa em uma praça sueca. Na placa, se lê o protesto inicial de Greta:
Greta segura um cartaz com a mensagem escrita em sueco: ‘Greve Escolar pelo Clima’. TT News Agency/Reprodução

Participação em eventos importantes

A partir de sua influência na luta contra a crise climática, Greta foi convidada a discursar em uma série de congressos globais, como a Conferência do Clima da ONU, o Fórum Econômico Mundial e debates no Parlamento Europeu.

Continua após a publicidade

Em setembro de 2019, chamou a atenção da imprensa mundial ao se recusar a viajar da Europa a Nova York de avião. Greta cruzou o Atlântico em um veleiro sem emissão de carbono.  A viagem durou 13 dias. Ao chegar na metrópole americana, a ativista discursou para chefes de estado na Cúpula do Clima.

O discurso incisivo contou com frases que marcam a trajetória de Greta: “Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias … Nós estamos no início de uma extinção em massa, e tudo que vocês falam é sobre dinheiro e fantasias de crescimento econômico eterno. Como ousam?” 

Greta Thunberg faz discurso contundente na abertura da Cúpula Climática da ONU, em 2019: 'Como ousam?'
‘Como ousam?’. Em 2019, Greta Thunberg faz discurso contundente na abertura da Cúpula do Clima, em Nova York, EUA. Greta Thunberg/Divulgação

Aos 17 anos, venceu o Prêmio Gulbenkian para a Humanidade, que dá 1 milhão de euros para iniciativas inovadoras contra a mudança climática. Greta aplicou o valor na Fundação Thunberg, criada por ela mesma, para fortalecer projetos ao redor do mundo. A primeira doação de 100 mil euros foi destinada para a SOS Amazônia, organização brasileira que, entre outras atividades de preservação do meio ambiente, contribui no combate à Covid-19 na região.

Presença nas redes sociais

Um dos motivos para a popularidade de Greta Thunberg é sua familiaridade com a internet. Nascida na geração Z, ela usa seu Twitter para chamar a atenção para temas como o aquecimento global e as queimadas na Amazônia:

“O desmatamento da Amazônia brasileira chegou a mais de três campos de futebol por minuto, de acordo com os últimos dados do governo, empurrando a maior floresta tropical do mundo para ainda mais perto de um limite, do qual não pode se recuperar. #CriseEcológica”

“Isso é totalmente inaceitável. A situação na Amazônia durante a pandemia corona é verdadeiramente alarmante em muitos aspectos. Nós devemos defender os defensores da floresta. Não pode haver justiça climática sem direitos indígenas.”

Mesmo muito criticada, Greta segue apontando erros dos mais diversos órgãos e líderes que considera responsáveis pela crise ambiental.

Na última segunda-feira (26), ela criticou mais uma vez o presidente do Brasil durante uma entrevista coletiva da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a pandemia da Covid-19: “Posso dizer com segurança que ele (Bolsonaro) falhou em assumir a responsabilidade que é necessária para preservar as condições de vida presentes e futuras para a humanidade”, disse.

Você acompanha o ativismo da Greta Thunberg? Quais outros jovens líderes mundiais chamam a sua atenção? Comente nas redes sociais do Guia do Estudante

Quero Bolsa | Procurando por Bolsas de Estudo para graduação, pós-graduação ou técnico?! Garanta uma Bolsa de Estudo de Até 75% nas Mensalidades. Saiba mais!

  • Continua após a publicidade
    Publicidade