Assine com até 65% de desconto

9 filmes sobre pintores famosos

Conheça mais sobre a vida de artistas, como Van Gogh, Frida Kahlo e Picasso

Por Julia Di Spagna Atualizado em 8 out 2020, 18h25 - Publicado em 1 out 2020, 18h11

Ao ver um quadro famoso, é comum imaginar o que há por trás da obra, doa vida do artista até a inspiração real do que foi retratado. Algumas histórias são famosas, outras não passam de lendas. De qualquer forma, alimentar essa curiosidade pode ser instigante.

Pensando nisso, separamos nove filmes sobre pintores que deixaram suas marcas na história da arte. Os longas exploram a vida dos artistas e é possível conhecer um pouco mais da trajetória de cada um e até de obras específicas. Veja abaixo:

Grandes Olhos (2014)

O filme que tem Amy Adams como protagonista conta a história da pintora Margaret Keane. Ela foi um grande destaque nos anos 50 com suas pinturas que retratavam crianças com olhos grandes. A artista lutava por questões feministas e enfrentou uma batalha judicial contra o próprio marido, o também pintor Walter Keane, que alegava ser o autor de suas obras.

Disponível no Globoplay.

No Portal da Eternidade (2018)

Com essa obra conseguimos saber um pouco mais sobre os últimos anos do pintor holandês Vincent Van Gogh, marcados pela depressão e as pressões sociais que enfrentava. Depois que suas obras foram rejeitadas em galerias, ele decide se mudar para o sul da França e lá entra em uma das fases conturbadas de sua trajetória.

Disponível no Google Play e no YouTube.

Com Amor, Van Gogh (2017)

Também sobre Van Gogh, aqui a obra se passa depois do suicídio do pintor. Indicado ao Oscar de Melhor Animação em 2018, o filme mostra a trama de Armand Roulin, filho do carteiro e amigo pessoal do artista. Ele recebe do pai a missão de entregar pessoalmente a última carta de Van Gogh ao irmão Theo. Ao chegar ao sul da França, procurando algum parente próximo, ele começa uma investigação para descobrir se o pintor realmente se matou. 

A produção do filme levou seis anos e mais de 100 artistas pintaram cenários em tela com as técnicas de Van Gogh. 

Disponível na Netflix, no Google Play e no YouTube.

  • Frida (2002)

    Considerada uma das artistas mais importantes da história do México, Frida Kahlo teve uma trajetória singular repleta de altos e baixos tanto em sua vida pessoal quanto na artística. Além de mostrar sua carreira e as dificuldades que enfrentou devido à paralisia infantil e a um grave acidente aos 18 anos, a obra explora o casamento aberto que Frida teve com o pintor Diego Rivera e seu caso extraconjugal com o líder bolchevique Leon Trótski. 

    Continua após a publicidade

    Disponível no Google Play e no YouTube.

    Modigliani (2003)

    O pintor italiano Amedeo Modigliani também fez história no mundo das artes. Viveu em Paris no início do século 20 e era amigo de Pablo Picasso. O filme protagonizado por Andy Garcia mostra diversas alegrias, angústias e frustrações do artista, que tinha como marca os retratos femininos com rostos alongados e olhos pequenos.

    Gauguin – Viagem ao Taiti (2018)

    Em 1891, entediado com os padrões morais e estéticos da Europa, Paul Gauguin decide abandonar sua família e viajar ao Taiti em busca de inspiração. Foi dessa viagem que nasceram suas obras mais famosas, mas também a solidão e a pobreza. 

    Além disso, apesar de seu reconhecimento como artista, hoje existem muitas críticas ao redor de sua história por ele ter se casado com sua grande musa inspiradora Tehura – de apenas 13 anos.

    Disponível no NOW, no Google Play e no YouTube

  • Sombras de Goya (2007)

    Além de abordar a vida do pintor Francisco Goya, o filme faz um bom retrato do contexto da época: o radicalismo da Inquisição e as guerras do início do século 19, incluindo a iminente invasão da Espanha por Napoleão. 

    Os Amores De Picasso (1996) 

    A obra conta a história de Pablo Picasso, interpretado por Anthony Hopkins, e sua relação com Françoise Gilot, que sonhava em ser pintora e idolatrava o artista. Mãe dos dois filhos do pintor, Claude e Paloma, Gilot aceita as amantes de Picasso como parte do relacionamento. 

    Agonia e Êxtase (1965)

    Agonia e Êxtase foca em uma parte específica da vida do artista renascentista Michelangelo: a pintura do teto da Capela Sistina. A obra é elaborada em meio às disputas do pintor com o Papa Júlio II, que o força a realizar o projeto. 

    Disponível no Globoplay.

    Continua após a publicidade
    Publicidade