Clique e assine GE Play por R$16,90

Dicas para fazer seu perfil de estagiário bombar no LinkedIn

Aproveite essas dicas para chamar a atenção de recrutadores em processos seletivos

Por Letícia Albuquerque - Atualizado em 14 out 2020, 17h58 - Publicado em 13 out 2020, 19h41

O LinkedIn nasceu em 2002 com o objetivo de conectar profissionais do mundo todo. De acordo com a Forbes, o Brasil tem aproximadamente 30 milhões de usuários na plataforma. O país tem participação menor apenas que EUA e Índia. Ou seja, os brasileiros são muito ativos na redes social, portanto, ela pode ser uma ótima chance de encontrar um estágio ou de complementar seu currículo durante os processos seletivos de estágio.

De acordo com Erica Firmo, Gerente de Comunicação do LinkedIn, não ter experiência profissional prévia não é um impeditivo para criar seu perfil. As informações na sua página pessoal vão muito além e podem mostrar seus interesses e habilidades. Ela também afirma que “informação de qualidade é a principal aliada dos profissionais que buscam uma oportunidade no mercado de trabalho, sejam eles estudantes, recém formados ou pessoas que já estão trabalhando”.

Por isso, aproveite o espaço para mostrar um pouco sobre você e suas aspirações na vida profissional. Mas, antes, para você montar um perfil de estagiário que chame a atenção dos recrutadores, dê uma olhada nessas dicas que preparamos:

A foto de perfil é muito importante

Por ser um dos primeiros itens na página, sua foto chamará muita atenção. De acordo com o LinkedIn, perfis com fotos são 21 vezes mais visualizados que outros. Além disso, ela é o “cartão de entrada” para mostrar um pouco da sua personalidade. Pense no ambiente de trabalho do qual você quer fazer parte (ou que é comum na sua área). Caso ele seja mais informal, você pode apostar em uma foto mais amigável, descontraída, por exemplo. Deixe que ela transpareça o profissional que você quer ser.

Use palavras-chaves

Palavras-chave são termos que resumem os temas principais de algo. No caso da plataforma, você pode usar palavras comuns na área que você quer trabalhar para chamar a atenção de recrutadores. Essa técnica também vai ajudar você a ser encontrado pelas empresas que procuram por novos profissionais. 

Para estagiários, é interessante usar a palavra “estudante” e a área que você estuda como título profissional. Além disso, inclua a instituição de ensino que você frequenta. A plataforma conta que preencher esse campo pode impulsionar em até 17x os convites de recrutadores.

Fale sobre você no resumo

Um erro comum entre os usuários é usar o campo “resumo” como um breve currículo. Lembre-se que o LinkedIn tem um espaço específico para você preencher informações como “experiências”, participações em projetos, voluntariados, entre outros. A ideia desse espaço é ser uma carta de apresentação. Segundo Erica, esse campo é a primeira coisa que os recrutadores olham em um perfil.

Continua após a publicidade

Portanto, seja breve, mas tente fugir de clichês. Aproveite esse espaço para falar sobre você: quais são seus interesses e hobbies, por exemplo. Outra dica legal é aproveitar para deixar seu propósito claro. Você já parou para pensar em qual mudança na comunidade você quer fazer por meio do seu trabalho?

Conte sobre seus projetos

Não deixe de preencher campos como de voluntariados, projetos e organizações que você já participou. Além de mostrar proatividade, cada vez mais o engajamento com a comunidade e a empatia têm se tornado fundamental na escolha dos candidatos. Ainda que você não tenha experiências na área, mostrar que já participou de projetos, agregará pontos com a empresa – ainda mais se as causas que você defende forem de encontro às causas da companhia.

Coloque sua localização

Sabia que essa ferramenta pode aumentar em até 23x a probabilidade de um perfil ser encontrado na plataforma? Acrescentar sua localização permite que os recrutadores encontrem pessoas dentro da área da empresa.

Faça conexões

Ainda que profissional, o LinkedIn é uma rede social. Isso quer dizer que é um ambiente para você fazer conexões. Por isso, adicione pessoas que você conhece, como colegas de sala, professores, mentores de projetos que você já participou. E, também, não tenha medo de adicionar profissionais que você admira e quer começar um contato. 

Além disso, a plataforma é uma maneira de você se manter informado. Siga páginas de empresas que você gostaria de trabalhar e acompanhe quais movimentos elas estão fazendo. Ainda que você não participe dos processos seletivos, outros recrutadores podem saber quais são seus interesses.

Mantenha-se ativo

Mostre interesse nos temas que você gosta compartilhando artigos e, também, curtindo posts das pessoas que são suas conexões. Estar ativo na plataforma é uma ótima maneira de mostrar os assuntos sobre os quais você tem interesse profissional. Isso pode ajudar aos recrutadores a te conhecerem melhor. Caso você goste de produzir conteúdo e escrever, não deixe de publicar! Essa é uma boa forma de criar um arquivo dos projetos que você está participando para mostrar proatividade.

Continua após a publicidade
Publicidade