Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

“Ideias que Colam”: a “Modernidade Líquida” de Zygmunt Bauman em 2 minutos

Confira o décimo episódio da série "Ideias que Colam", do Instituto CPFL, com divulgação exclusiva do GE

Por Juliana Morales 6 ago 2020, 16h25

Muito presente em questões e temas de redação nos vestibulares, o pensamento do sociólogo polonês Zygmunt Bauman ajuda a entender como se processam as relações sociais no mundo contemporâneo. Seu conceito de “modernidade líquida” apresenta o ritmo incessante das transformações, que gera angústias e incertezas e dá lugar a uma lógica pautada pelo individualismo e consumo.  “Vivemos em tempos líquidos. Nada foi feito para durar” ficou conhecida como uma de suas frases mais famosas.

Com uma linguagem simples e acessível, Bauman lançou um olhar crítico para as transformações sociais e econômicas trazidas pelo capitalismo globalizado. Tornou-se um dos grandes pensadores da modernidade, influenciando estudos em sociologia, filosofia e psicologia. Morreu em janeiro de 2017, aos 91 anos.

Suas ideias estão resumidas em poucos minutos e com desenho animado no décimo episódio de “Ideias que Colam”, primeira série em animação da Liquid Media Lab, em parceria com o Instituto CPFL, sobre os grandes pensadores da humanidade. Confira!

Gostou? Confira também os episódios anteriores da série:

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do curso Poliedro.

Continua após a publicidade
Publicidade