Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Podcast Marca Texto analisa ‘O Marinheiro’, de Fernando Pessoa

A obra é cobrada no vestibular da Unicamp

Por Redação Atualizado em 10 ago 2021, 12h50 - Publicado em 3 ago 2021, 11h58

O Marca Texto explica de forma descomplicada as obras cobradas na Fuvest, Unicamp e principais vestibulares do Brasil. O podcast é uma parceria do GUIA DO ESTUDANTE com o Curso Anglo.

Neste episódio, o professor Eduardo Calbucci, do curso Anglo, analisa a peça de teatro ‘O Marinheiro’, Fernando Pessoa. A obra é cobrada no vestibular da Unicamp entre outros. Você pode comprar aqui.

++ Modernismo (Portugal) – resumo, autores e questão comentada

CONTEXTO

Fernando Pessoa e Mário de Sá Carneiro fundaram a Revista Orpheu, em 1915.  A publicação difundia ideias modernistas.

O Modernismo em Portugal surge entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. Nesse período, o mundo vivia transformações sociais, econômicas e políticas: invenção do telefone, uso do avião e da eletricidade, por exemplo. Esses avanços influenciavam o estilo dos escritores. Esse fato é notado nas reflexões sobre a identidade, no espírito crítico, e na linguagem usual.

‘O Marinheiro’ é um teatro dramático e foi publicado na Orpheu no ano de sua criação.

ENREDO

A narrativa explora o sonho e vida de três mulheres em um velório.  Uma das mulheres conta a história de um marinheiro perdido em uma ilha que inventa histórias para fugir da solidão. No entanto, o marinheiro começa a ficar na dúvida se as histórias que ele está inventando são reais. O mesmo processo acontece com as mulheres que acabam duvidando das histórias que estão contando. 

SOBRE FERNANDO PESSOA

O escritor e poeta Fernando António Nogueira Pessoa nasceu em Lisboa, no dia 13 de junho de 1888. Fernando Pessoa é um dos mais importantes autores do modernismo da literatura portuguesa. Teve grande destaque na poesia por meio de seus heterônimos, ou seja, outras personalidades literárias para assinar diferentes obras. Cada um deles tinha estilo próprio. Os mais usados pelo poeta eram Alberto CaeiroÁlvaro de Campos e Ricardo Reis.Bernardo Soares foi considerado um semi-heterônimo por ter características bem parecidas com Fernando Pessoa.

Alguns dos textos de Pessoa eram escritos em inglês e francês.

Alexander Search,  Charles Robert Anon, Jean Seul foram alguns dos heterônimos usados nessas línguas. Maria José foi um heterônimo peculiar por ser uma mulher, corcunda e com tuberculose. A pobre era apaixonada por um serralheiro que passava por sua janela.

Fernando Pessoa trabalhou como jornalista, crítico literário, publicitário, editor, crítico político e astrólogo. O poeta morreu em sua cidade natal, em 30 de Novembro de 1935, vítima de cirrose hepática, com 47 anos.

Obras publicadas em vida

  • 35 Sonnets (1918)
  • Antinous (1918)
  • English Poems, I, II e III (1921)
  • Mensagem (1934)

Algumas obras póstumas

  • Poesias de Fernando Pessoa (1942)
  • A Nova Poesia Portuguesa (1944)
  • Poemas Dramáticos (1952)
  • Novas Poesias Inéditas (1973)
  • Poemas Ingleses Publicados por Fernando Pessoa (1974)
  • Cartas de Amor de Fernando Pessoa (1978)
  • Sobre Portugal (1979)
  • Textos de Crítica e de Intervenção (1980)
  • Obra Poética de Fernando Pessoa (1986)
  • Primeiro Fausto (1986)

O poema Autopsicografia é uma de suas obras mais conhecidas:

Autopsicografia

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que leem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Continua após a publicidade

 

CRONOGRAMA 2ª TEMPORADA MARCA TEXTO 2021

Estreia 29/06 – Cecília Meireles – Romanceiro da Inconfidência

06/07 – Guimarães Rosa – Campo Geral

13/07 – Bernardo Carvalho  – Nove Noites

20/07 – Racionais Mc’s  – Sobrevivendo no Inferno

27/07 – Luís de Camões – Sonetos escolhidos

03/08 –  Fernando Pessoa – O Marinheiro

10/08 – Júlia Lopes de Almeida  – A Falência

17/08 – Raul Pompeia – O Ateneu

Na primeira temporada, o Marca Texto trabalhou os livros cobrados na Fuvest 2020. Cada obra tem um episódio específico, dividido em blocos de resumo, interpretação, contexto histórico e análise de personagem.

CONFIRA E OUÇA OS EPISÓDIOS DA PRIMEIRA TEMPORADA:

Aluísio Azevedo – O Cortiço

João Guimarães Rosa – Sagarana

Eça de Queirós – A Relíquia

Gregório de Matos – Poemas Escolhidos

Helena Morley – Minha Vida de Menina

Pepetela – Mayombe

Graciliano Ramos – Angústia

Carlos Drummond de Andrade – Claro Enigma

Machado de Assis – Quincas Borba

  • Continua após a publicidade
    Publicidade