Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Podcast Marca Texto destrincha ‘Sagarana’, de Guimarães Rosa

Convidamos Fernando Marcílio, do Anglo, para falar sobre Sagarana, de Guimarães Rosa. Para além do neologismo, ouça como a obra enaltece a cultura popular

Por Taís Ilhéu Atualizado em 21 jul 2021, 22h10 - Publicado em 1 jul 2019, 01h00

No episódio de hoje, convidamos o professor Fernando Marcílio para falar sobre Sagarana, de João Guimarães Rosa. Guimarães é o escritor brasileiro mais conhecido pelos neologismos e inspirou autores de todo o mundo – como o moçambicano Mia Couto. Essa “invenção” de palavras é também um recurso utilizado pelo autor para se aproximar da oralidade. 

Sagarana, seu primeiro livro de contos, assusta alguns estudantes com as suas palavras difíceis, mas, ao mesmo tempo, encanta quem consegue se aprofundar nele. Entre o combate ao racionalismo e o regionalismo universal, a obra ainda encontra tempo para celebrar a figura da mulher e enaltecer a cultura popular. 

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade