Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Aulas presenciais em São Paulo voltam a ser obrigatórias

Segundo o secretário da educação, a decisão acontece em um momento seguro da pandemia: 90% dos jovens de 12 a 17 anos já tomaram a primeira dose da vacina

Por Giulia Gianolla 13 out 2021, 18h12

A volta às aulas presenciais será obrigatória no estado de São Paulo a partir de segunda-feira (18) em toda a rede estadual de ensino. Para escolas municipais e privadas, deve haver novos prazos para a volta obrigatória, estabelecidos pelo Conselho de Educação.

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (13), o secretário estadual de Educação Rossieli Soares anunciou a medida, ressaltando que os estudantes só poderão deixar de ir à escola caso façam parte de grupos de risco ou mediante apresentação de justificativa médica. Os grupos de risco foram assim definidos: 

  • Gestantes e puérperas
  • Maiores de 12 anos com comorbidades que não tiveram o ciclo vacinal completo contra a Covid
  • Menores de 12 anos que pertencem a grupos de risco para a Covid e/ou condição de saúde de maior fragilidade

Ainda que a volta às aulas presenciais seja obrigatória, algumas unidades da rede estadual ainda devem seguir em esquema de rodízio até o dia 3 de novembro, quando o distanciamento de 1 metro entre as carteiras não será mais obrigatório. Enquanto ainda for vigente, a medida impossibilita a acomodação de 100% dos estudantes nas salas de aula em muitas das instituições.

O uso de máscaras e do álcool em gel continua obrigatório para professores, estudantes e funcionários.

Segundo o secretário da educação, a decisão acontece em um momento seguro da pandemia. Além da queda de indicadores de casos, mortes e internações, dados do governo estadual indicam que 93% dos professores de São Paulo já estão vacinados com duas doses. Além disso, 90% dos jovens de 12 a 17 anos já tomaram a primeira dose da vacina.

No início de agosto, o governo estadual já havia liberado o retorno às aulas presenciais com 100% de ocupação de forma não obrigatória, desde que fosse respeitado o distanciamento, o que exigiu revezamento de grupos entre os alunos em algumas escolas.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso PASSEI! do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade