Guia do Estudante

Posts da categoria ‘Educação Física’

Curso de Educação Física da USP destaca aspectos biológicos da prática de exercícios

Malú Damázio | 23/06/2015

(Imagem: Thinkstock)

Trabalhar o movimento do nosso corpo visando ao bem estar e à promoção da saúde é função do educador físico. Esse profissional estimula e prepara séries de atividades físicas para aqueles que querem aprimorar o conhecimento sobre o próprio organismo e suas capacidades, e também realiza treinamento físico de atletas e de pessoas com deficiência. No curso de Educação Física da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, avaliado em cinco estrelas pelo Guia do Estudante, o estudo dos aspectos biológicos da prática de exercícios ganha destaque.

Anualmente, a Escola de Educação Física e Esporte da universidade paulista (EEFE USP) recebe 100 novos alunos para cursar o ciclo básico da área de esportes e saúde, que tem duração de dois anos e engloba disciplinas gerais, como Anatomia, Bioquímica, Controle Motor, Biomecânica, Nutrição e Atividade Motora, e Dimensões Psicológicas da Educação Física. Ao final do quarto semestre, os estudantes optam, enfim, pela graduação que gostariam de fazer dentre as três oferecidas pela instituição: bacharelado ou licenciatura em Educação Física, e bacharelado em Esportes. A partir daí, o conteúdo da grade curricular se torna mais específico e relacionado a um dos departamentos da EEFE, que são Esporte, Biodinâmica e Pedagogia Sobre o Movimento Humano.

Para saber mais sobre a graduação – que é integral e tem ingresso pela Fuvest – conversamos com Vinícius Corrêa, aluno do terceiro semestre do ciclo comum e que pretende seguir a carreira de licenciatura em Educação Física. O estudante conta que uma das principais vantagens de estudar na USP é a infraestrutura da EEFE, que tem quadras, campo de futebol, piscina, academia e salão para atividades! Então, se você é apaixonado por esportes, aqui vai outra boa notícia: há ainda disciplinas que são ministradas no Centro de Práticas Esportivas da USP (CEPE), um complexo esportivo que oferece programas gratuitos de educação física e recreação, com aulas e espaço de prática de atividades para os universitários e a comunidade externa.

Vinícius destaca também que, como se trata de uma escola de Educação Física, muitos alunos têm domínio sobre certos esportes e procuram compartilhar seus conhecimentos com outros estudantes por meio de aulas e oficinas de atividades esportivas. “Já fiz aulas de circo e de yoga, workshop de arco e flecha, de kung fu, e até mesmo uma oficina sobre a atividade de líder de torcida, que é muito retratada em filmes norte americanos!”, diverte-se. Mas praticar esportes não é nenhuma exigência prévia para ingressar no curso da USP. “Você será educador em escolas, treinador, preparador físico etc. O instituto forma diversos profissionais, mas não atletas”, lembra.

>> Saiba mais sobre a carreira em Educação Física

Confira a entrevista completa!

GUIA DO ESTUDANTE: Como e por que você decidiu fazer Educação Física? O que você diria para o leitor que deseja seguir essa carreira?

Vinícius Corrêa: Escolhi Educação Física porque tinha preferência pela área de Biológicas. A carreira é bem atrativa devido ao seu amplo mercado de trabalho e, principalmente, porque engloba atuações não muito monótonas! Para quem pensa em cursar, digo que é importante amar a área, amar o movimento humano, como a dança, a natação, o circo, as diferentes formas de experimentações corporais entre culturas… É legal que o aluno se interesse até mesmo pela análise do movimento humano, em aspectos físicos e psicológicos. Imagino ainda que o estudante deve ter afinidade com a Biologia, conciliada com a Química e a Física, porque vemos muitas matérias relacionadas a esses campos durante a faculdade.

GUIA: Qual o enfoque do curso da USP? Há diferentes habilitações na EEFE?

Vinícius: As matérias da EEFE são concentradas em três departamentos: Esporte, Biodinâmica e Pedagogia sobre o Movimento Humano, sendo que os aspectos biológicos da Educação Física ganham mais destaque ao longo do curso. A licenciatura tem enfoque no trabalho na escola, o bacharelado em Educação Física abrange toda a área do movimento humano, seja dança, academia, atividades de lazer, saúde pública e outras práticas corporais, e o bacharelado em esporte busca o alto desempenho, na formação de treinadores, técnicos e outros profissionais que se encaixam nesse perfil.

GUIA: A grade curricular equilibra prática e teoria? Como são feitas as avaliações?

Vinícius: No núcleo comum do curso são aulas basicamente teóricas com algumas disciplinas com demonstração prática sobre o assunto discutido. Na disciplina Dimensões Filosóficas da Educação Física, por exemplo, vimos concepções e aspectos que nunca pensei que discutiria na graduação, como as relações humanas dentro da prática do movimento, o questionamento do que pode o corpo e o que rodeia toda essa análise corporal. Há provas práticas, como em Anatomia ou Avaliação Corporal, mas as provas teóricas são muito mais frequentes. Há também disciplinas que a avaliação é feita por meio de trabalhos, discussões e até mesmo presença em sala de aula.

(Imagem: Thinkstock)

GUIA: Como é a infraestrutura da EEFE? Vocês têm muitos laboratórios? Há espaços para prática e estudo de esportes, como quadras e piscina?

Vinícius: A infraestrutura é muito boa! Temos duas quadras dentro da nossa escola, um pequeno campo de futebol, tatame, academia, salão para atividades e piscina. Também em algumas disciplinas é usado o CEPE (clube da USP), que é um complexo esportivo esplêndido da América Latina. A escola também oferece ótimos laboratórios para quem se interessa por pesquisa científica.

GUIA: Quais são as principais áreas de atuação em Educação Física? Você já tem ideia de que campo de trabalho quer seguir quando se formar?

Vinícius: As principais áreas de atuação no campo são em ensino escolar, treinamento de alto rendimento e não podemos deixar de lado os treinos personalizados. Há dois mercados que vejo como muito promissores: o de marketing esportivo e o de saúde pública. O papel do educador físico sobre a saúde pública ainda é pouco conhecido, mas há anos esses profissionais trabalham, por exemplo, em unidades básicas de saúde e em hospitais, compondo equipes multidisciplinares da área da saúde para prevenção e tratamento de doenças. Eu mesmo pretendo cursar licenciatura e ministrar aulas escolares. Também quero me dedicar a pesquisas dentro da área, começando mestrado após a graduação.

GUIA: Existe alguma região do país que contrata mais profissionais?

Vinícius: Como o movimento humano é universal, não há limitações. São oferecidas oportunidades de trabalho em diferentes áreas, como em dança, luta e natação, em qualquer região do país. Apenas no campo esportivo o sudeste é mais promissor que outras áreas, pois há maior concentração de times e clubes grandes para se trabalhar.

GUIA: Agora uma dúvida de quem quer entrar no curso: vocês precisam praticar atividade física na faculdade?

Vinícius: Os alunos não precisam necessariamente praticar atividade física, aliás, isso nem é exigido. É comum atletas se interessarem pela graduação, porque são amantes do movimento humano e, muitas vezes, querem ter maior conhecimento sobre o que praticam. De acordo com sua escolha de curso você será educador em escolas, treinador, preparador físico e por aí vai… O instituto forma diversos profissionais, mas não atletas, já que não há nem necessidade de graduação pra se tornar um. Isso exige prática e desempenho sobre certa modalidade, dominando habilidades motoras exigidas.

GUIA: Mas é comum que os estudantes acabem se interessando por modalidades esportivas e prática de exercícios? Existe alguma atividade de pesquisa ou extensão nesse sentido?

Vinícius: O ambiente da faculdade nos oferece diversas oportunidades bem legais. Já participei de pesquisas em alguns laboratórios e também de modalidades esportivas, que todo aluno pode se ingressar, seja atletismo, handebol, vôlei, rugby, entre outras. O que gosto muito onde estudo é que há um aglomerado de alunos que conhecem diferentes práticas esportivas e isso não para por aí: muitos compartilham seus conhecimentos ministrando aulas, oficinas e workshop durante a semana. As atividades ocorrem normalmente no horário do almoço, que é universal e todos os alunos podem participar, é só comparecer. Nesse esquema, já fiz aulas de circo e de yoga, workshop de arco e flecha, de kung fu, e até mesmo uma oficina sobre a atividade de líder de torcida, que é muito retratada em filmes norte americanos!

GUIA: Uma última perguntinha. Como é a recepção dos calouros? Vocês, veteranos, são bonzinhos? Hehe.

Vinícius: Somos os melhores veteranos da USP! Aqui não tem trote violento e a semana de recepção é dedicada aos calouros. Damos festas, participamos de gincanas, fazemos brincadeiras no dia da matrícula e nos empenhamos para que haja integração dos calouros entre si e conosco, os veteranos. Normalmente cada calouro é adotado por dois veteranos e pode ter um pai e uma mãe ou dois pais ou duas mães, ou vários pais e várias mães… Por que não? Hahaha.  Preconceitos aqui não são bem vindos! :)

Compartilhe

As melhores faculdades de Educação Física

Tati de Assis | 25/03/2015

 

Professores de educação física podem trabalhar em academias especializadas em clientes da terceira idade. (Imagem: Getty Images)

Professores de educação física podem trabalhar em academias especializadas em clientes da terceira idade (Imagem: Getty Images)

 

Você gosta de esportes? Vira e mexe, lê sobre dietas e preparação física de atletas? É bem possível que você se dê muito bem no curso de Educação Física. O profissional desta área organiza e supervisiona programas de exercícios. Além disso, está super antenado com dicas de alimentação balanceada.

Tanto o curso de bacharelado quanto o de licenciatura possuem muitas matérias de Ciências Biológicas. Nos primeiros semestres, você vai se dedicar à anatomia e à fisiologia humana. No caso dos licenciados, a partir do quarto período, surgem as disciplinas ligadas ao ensino (psicologia da educação e práticas pedagógicas). O estágio e a monografia são obrigatórios.

>> Saiba mais sobre o curso e a carreira de Educação Física

Para felicidade dos vestibulandos, existem bons cursos de Educação Física por todo país. Você é quem escolhe, pode estudar na região centro-oeste ou na região sul. Veja abaixo as melhores opções.

 

Faculdade Estrelas
(DF) Taguatinga – UCB/DF ★★★★★
(MG) Belo Horizonte – UFMG ★★★★★
(PE) Recife – UFPE ★★★★★
(PR) Curitiba – PUCPR ★★★★★
(PR) Curitiba – UFPR ★★★★★
(RS) Porto Alegre – UFRGS ★★★★★
(SC) Florianópolis – UFSC ★★★★★
(SP) Bauru – Unesp ★★★★★
(SP) Campinas – Unicamp ★★★★★
(SP) Rio Claro- Unesp ★★★★★
(SP) São Carlos – Ufscar ★★★★★
(SP) São Paulo – USP ★★★★★

O mercado de trabalho para o profissional de Educação Física é bom. Você pode atuar em academias, clínicas de reabilitação, clubes ou ONGs. Se quiser tentar um vôo solo, pode se tornar personal trainer. Caso se forme em licenciatura, escolas e faculdades te esperarão.

Um adendo, o bacharel precisa se registrar no conselho da categoria (CREF) para exercer a profissão. Os licenciados não precisam cumprir este rito. Para lecionar, devem apresentar somente o diploma de licenciatura.

Compartilhe

Os melhores cursos de Esporte do Brasil

Amanda Previdelli | 09/12/2013

futebol-esporte

A graduação em Esporte ensina as técnicas e os métodos usados no treinamento e na preparação física de indivíduos e equipes para competições esportivas. O bacharel atua como técnico ou preparador físico de atletas e times.

Como preparador, indica exercícios para o condicionamento físico. Trabalha em clubes, associações, escolas, faculdades e escolinhas de esporte, onde costuma disputar vagas com os formados em Educação Física. Atua também em marketing esportivo, administração de clubes e órgãos públicos voltados para o esporte, bem como na organização e promoção de torneios e competições.

Boa parte do currículo do curso é ocupada com aulas práticas de técnicas e regras das diversas modalidades esportivas. Há também biologia, psicologia, administração e economia, entre outras disciplinas. No terceiro ano, você opta por um esporte e, no último, faz estágio em empresas esportivas e em clubes. Se você pretende lecionar em escolas do sistema oficial de ensino, o mais indicado é fazer o curso de Educação Física.

Gostou de Esporte? Confira os melhores cursos:

Faculdade Estrelas
(SP) São Paulo – USP ★  ★  ★  ★  ★
(PR) Londrina – UEL ★  ★  ★  ★
(AM) Manaus – Ufam ★  ★  ★
(SP) Campinas – Metrocamp ★  ★  ★

*Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2014

Confira como fazemos a avaliação

Compartilhe

Os melhores cursos de Esporte do país

Amanda Previdelli | 05/07/2013

futebol-esporte

 

Esporte são as técnicas e os métodos usados no treinamento e na preparação física de indivíduos e equipes para competições esportivas. O bacharel atua como técnico ou preparador físico de atletas nas modalidades esportivas.

Boa parte do currículo no curso é ocupada com aulas práticas de técnicas e regras das diversas modalidades esportivas. Há também biologia, psicologia, administração e economia, entre outras disciplinas.

No terceiro ano, você opta por um esporte e, no último, faz estágio em empresas esportivas e em clubes. Se você pretende lecionar em escolas do sistema oficial de ensino, o mais indicado é fazer o curso de Educação Física.

Gostou do curso? Ele ainda é relativamente novo e, por isso, só é oferecido em poucas universidades. Confira as avaliadas pelo Guia:

Faculdade Estrelas
(PR) Londrina – UEL ★★★★★
(SP) São Paulo – USP ★★★★★
(SP) Campinas – Veris Facs ★★★

*Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2013. Confira nas bancas.

Compartilhe

Os melhores cursos de Esporte do país

Amanda Previdelli | 25/05/2013

Esporte são as técnicas e os métodos usados no treinamento e na preparação física de indivíduos e equipes para competições esportivas.

O bacharel atua como técnico ou preparador físico de atletas nas modalidades esportivas.  Ensina as técnicas e as regras dos esportes e treina indivíduos e times profissionais e amadores.

No curso, boa parte do currículo é ocupada com aulas práticas de técnicas e regras das diversas modalidades esportivas. Há também biologia, psicologia, administração e economia, entre outras disciplinas. No terceiro ano, você opta por um esporte e, no último, faz estágio em empresas esportivas e em clubes.

Confira os melhores cursos:

Faculdade Estrelas
(PR) Londrina – UEL ★★★★★
(SP) São Paulo – USP ★★★★★
(SP) Campinas – Veris Facs ★★★

* Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2013

Compartilhe