Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Reaplicação do Enem: confira os gabaritos oficiais de todos os cadernos

A banca anulou uma questão do primeiro dia sobre a inclusão de grupos oprimidos na educação física

Por Juliana Morales Atualizado em 20 jan 2022, 13h28 - Publicado em 20 jan 2022, 11h05

Os candidatos que realizaram as provas de reaplicação do Enem 2021 nos dias 9 e 16 de janeiro já podem conferir os gabaritos oficiais no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Nos últimos dois domingo, realizaram o exame os participantes que tiveram problemas de logística e doenças infectocontagiosas durante as provas de novembro. Também realizaram a reaplicação os isentos da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020 e ganharam na Justiça o direito de fazer o exame. E, finalmente, pessoas presas.

No primeiro dia, os participantes resolveram itens de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, além de escreverem a redação, com o tema “Reconhecimento da contribuição das mulheres nas ciências da saúde no Brasil”. Já no segundo dia, as provas foram de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Matemática e suas Tecnologias.

Confira os gabaritos!

Primeiro dia

Caderno 1 – Azul

Caderno 2 – Amarelo

Caderno 3 – Branco

Caderno 4 – Rosa

Segundo dia

Caderno 5 – Amarelo

Caderno 6 – Cinza

Caderno 7 – Azul

Continua após a publicidade

Caderno 8 – Rosa

Você encontra os gabaritos das provas ampliadas e superampliadas, em braile, ledor e libras, nesse link aqui.

Questão anulada

Uma questão do primeiro dia de exame foi anulada. O INEP não divulgou o motivo da anulação. O item tratava sobre a inclusão de grupos oprimidos no âmbito da educação física. A questão é a de número 34 no caderno azul (e que equivale a 18 do amarelo, a 21 do branco, 9 do rosa).

Veja a questão abaixo:

Print da prova do Enem, no site do Inep
INEP/Reprodução

TRI

Mesmo com a empolgação de conferir o gabarito, o estudante precisa lembrar que a correção do Enem é feita a partir da Teoria de Resposta ao Item (TRI). Por isso, com o gabarito, é possível contar o número de acertos nas provas, mas não determinar a nota no exame.

Nem sempre pessoas com o mesmo número de acertos terão a mesma nota. Assim como quem acertou 30 questões pode ter uma nota superior a quem acertou 35. Tudo depende do famoso TRI.

Resumindo, a correção funciona por um “método antichute”. As provas do Enem são equilibradas entre questões fáceis, médias e difíceis. Considerando o nível de dificuldade de cada questão, o Inep elabora uma matriz matemática, que leva em conta a chance do candidato ter acertado porque chutou ou porque de fato foi capaz de achar a resolução para o problema.

O TRI, então, analisa a coerência dos acertos do candidato. Não faz sentido o aluno acertar todas difíceis e errar as mais fáceis, por exemplo. A ideia é evitar que o candidato que chutou todas as difíceis tenha uma melhor nota do que aquele que estudou e conseguiu resolver.

O resultado oficial sai no dia 11 de fevereiro.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso PASSEI! do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Continua após a publicidade

Publicidade