Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Unicamp: aprovada em medicina em 2020 dá 8 dicas para mandar bem na prova

Além de revisar pontos que ainda te deixam em dúvida, a estudante aconselha que é momento de se cuidar para manter a motivação

Por Juliana Morales 30 dez 2020, 14h07

Na reta final, depois de tanto estudo, o cansaço bate. Julia Vidal de Araújo Campo, 22 anos, aprovada em medicina na Unicamp no ano passado, entende muito bem essa sensação: “Parecia que o corpo e a cabeça não aguentavam mais”.

“Nesses momentos, eu ‘perdia’ alguns minutos vendo vídeos de pessoas que estavam na faculdade e cheguei até a conversar com alguns dos alunos, que hoje são meus veteranos. Me imaginava lá, cheguei a visitar a Unicamp algumas vezes para me manter motivada e sempre com a lembrança do porquê eu estava fazendo tudo aquilo”, conta a estudante.

Agora do outro lado, para ajudar quem está nesse momento – ainda mais neste ano atípico – Julia deu 8 dicas para ajudar nos estudos.

1. Ainda dá tempo! Revise

Não é hora de revisar tudo, aprender tudo de novo, mas focar em revisar pontos que ainda deixam você em dúvida é fundamental para criar confiança e aumentar as chances de garantir uns pontinhos a mais. Uma boa maneira de fazer isso é resolver provas de anos anteriores, assistir a uma vídeo aula de um assunto que você deixou passar, ouvir um podcast de atualidades, ler o resumo de uma obra obrigatória. “Só não perca tempo estudando notas de rodapé ou matérias que raramente caem no vestibular que você vai prestar”, aconselha a estudante.

2. Descanse também

Mesmo com revisão, é muito difícil ir para uma prova de vestibular com a matéria toda em dia – algumas coisas acabam sempre ficando pra trás, é normal. Mas Julia ressalta a importância de dosar o estudo da reta final com as horas de sono necessárias para o seu bem estar ao longo da maratona de provas que está chegando. “Virar a noite estudando nessa fase não é uma boa estratégia, uma vez que a nossa atenção e o nosso foco ficam muito prejudicados quando estamos cansados e com sono”.

3. Não se compare

“Não é hora de ficar escutando que ‘o primo da manicure da vizinha’ passou em 10 faculdades de Medicina”, afirma Julia. Evite ficar lendo informações que você sabe que podem te fazer mal ou que gerem aquela sensação de distância entre você e o seu sonho. A estudante indica que, se houver um ambiente seguro de conversa com as pessoas com quem você convive, tente falar sobre as coisas que você não quer ouvir, principalmente nessa época. Agora é a hora que é você contra você mesmo.

4. Básico do básico: se organize

Para evitar atrasos e problemas no dia da prova, faça um checklist das coisas que você vai precisar levar pra prova e separe com antecedência. Depois confira mais de uma vez! Este ano ainda precisa lembrar das máscaras e do álcool em gel.

Além disso, confira seu local de prova e, se possível, faça o trajeto dias antes para calcular o tempo (não se esqueça de contar com o trânsito) e para se certificar de que as vias estarão abertas. No dia da prova, saia com antecedência, vá com roupas confortáveis, confira se desligou o celular, vá ao banheiro antes de entrar na sala.

Continua após a publicidade
  • 5. Leia a prova com calma

    Como a Unicamp é uma prova que exige muito da capacidade de leitura e interpretação do candidato, é fundamental ler as questões com calma e atenção. Mas isso não quer dizer exatamente devagar, pontua Julia. “É preciso estar atento com o tempo sempre, então, se travar em uma questão, pule e marque para voltar depois. É possível que, depois de gastar um tempo resolvendo outras questões mais fáceis, você consiga voltar nas questões que enroscaram e enxergue caminhos que você tinha deixado passar”.

    6. Defina uma estratégia de prova

    É importante ter um esqueleto mental com informações sobre em quais momentos podem ser feitas pausas para alimentação e ir ao banheiro, qual matéria vai resolver primeiro ou qual vai deixar por último ou se vai fazer a prova independentemente das matérias, apenas com uma separação de questões fáceis, médias e difíceis. Lembre-se dos simulados e exercícios que fez ao longo do ano e quais estratégias ajudaram você.

    Julia conta que começava pelas matérias que tinha mais facilidade e, ao longo da prova, marcava as questões que não tinha conseguido resolver com uma ou duas leituras. Um tracinho era uma questão que achava fácil, mas ia precisar de mais algumas leituras ou um pouco mais de tempo para resolver; dois tracinhos era uma questão média que, provavelmente, ela sabia a matéria, mas não conseguia lembrar o suficiente no momento; três tracinhos eram questões difíceis e que, possivelmente, acabaria chutando.

    Depois de ler pelo menos uma vez todas as questões da prova e ir resolvendo as que achava mais fáceis e rápidas, ela voltava resolvendo primeiro as questões de um tracinho, depois as de dois e por fim, quando dava tempo, tentava resolver as de três tracinhos.

    7. Crie maneiras de se acalmar

    Cuidar do emocional também é essencial! A Julia, por exemplo, tinha uma playlist para estudos que escutava antes de entrar para fazer a prova, além de exercícios de respiração desde o momento de sair de casa até durante a prova, quando percebia que estava ficando muito ansiosa.

    “Também tinha uma frase do Guimarães Rosa que guardava com muito carinho e repetia mentalmente algumas vezes antes das provas: ‘às vezes custa muito a passar, mas sempre passa. E você ainda pode ter muito pedaço bom de alegria… Cada um tem a sua hora e a sua vez: você há de ter a sua'”, lembra Julia.

  • 8. E lembre-se: todo mundo está nervoso

    Em maior ou menor grau, todo mundo está inseguro. Neste ano ainda, quem vai prestar vestibular já passou por mais dificuldades que o normal – nova rotina, ensino a distância, fora a preocupação com a saúde pessoal e dos familiares.

    Julia afirma que todo mundo que passou nos anos anteriores também se sentiu nervoso, inseguro, incapaz. “Eu achava que não tinha dado certo até o dia da convocação e até hoje a ficha não caiu 100%. Confie no seu processo, acredite na sua capacidade e na sua resiliência por ter chegado até aqui. Vai dar certo”.

    Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do curso Poliedro.

    Continua após a publicidade
    Publicidade