Guia do Estudante

Vestibular

Conheça as profissões que serão mais promissoras nos próximos anos

Engenharia, tecnologia e meio-ambiente são as áreas que mais devem crescer

por GUILHERME DEARO | 10/08/2011 13h 37

Na hora de escolher uma profissão, os jovens se preocupam em encontrar carreiras que lhes traga satisfação e prazer, mas também que garanta bons empregos e salários. O cenário econômico brasileiro atual e suas tendências podem indicar que profissões serão promissoras nas próximas duas décadas.

Celso Bazzola, consultor de recursos humanos da Bazz - Estratégia e Operação de RH, crê que engenharia e tecnologia são áreas essenciais. "São importantes porque o país precisa de infraestrutura para suportar o crescimento econômico, mas justamente nessas há um apagão, faltam muitos profissionais e as instituições não formam em ritmo suficiente para suprir a demanda", explica.

Alan Soares, financial coach da Escola de Investidores Trader Brasil, concorda que é essencial investir na construção civil e na infraestrutura do país. "Outra necessidade é melhorar os portos para seguir o ritmo do crescimento da economia e até dar suporte a este crescimento, então Engenharia Naval terá foco. Mas as construções de estradas e ferrovias não ficam atrás no quesito importância", diz Soares.

A pauta ambiental também se tornará mais relevante e abrirá espaço para profissões ligadas ao meio-ambiente. Contudo, se a economia mundial continuar numa situação ruim, a questão ambiental será prejudicada. É o que alerta Soares: "Apesar de a questão ambiental estar ganhando mais importância na teoria, ela corre o risco de perder espaço. Porque o Brasil até pode estar bem, mas se a economia do mundo todo não, empresários não vão querer investir e pensar em novos modelos de produção que levem mais em conta o fator ambiental, por considerar arriscado e sem garantias. Vão preferir ficar na zona de conforto e seguir modelos mais tradicionais, afim de voltar aos 'tempos áureos', de altos lucros. Só com uma economia mais estável novos modelos que pensam no meio-ambiente serão postos em prática de maneira mais efetiva", explica.

Veja as tendências de cada área e quais profissões estarão em alta nos próximos anos:

AGRONEGÓCIO
Cenário: Cerca de um quarto da riqueza do Brasil vem do agronegócio, que envolve atividades, setores e empresas da agropecuária. De acordo com a FAO (Organização da ONU para Agricultura e Alimentação), a demanda por alimentos crescerá no mundo tudo nas próximas décadas.
Profissões: Agronomia, Engenharia Agrícola, Zootecnia, Engenharia de Alimentos, Medicina Veterinária, Engenharia de Pesca.



NEGÓCIOS
Cenário: Com a globalização é cada vez mais intenso o trânsito de mercadorias, capitais e pessoas. A economia em expansão gera demanda por gestores e executores. O setor de serviços também cresce em ritmo acelarado.
Profissões: Administração, Ciências Econômicas, Comércio Exterior, Relações Internacionais, Gestão de Recursos Humanos, Marketing.

INFORMAÇÃO
Cenário: Com uma economia em crescimento, tanto indústria quanto o agronegócio precisam de investimentos em inovação e tecnologia. A informatização do trabalho e das telecomunicações também requer profissionais da área.
Profissões: Sistemas de Informação, Gestão de Tecnologia de Informação, Engenharia de Telecomunicações, Rede de Computadores, Ciência da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia da Computação.

ENGENHARIA
Cenário: Com a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016, muito coisa terá de ser construída: estádios a hotéis. Também é preciso construir muitos imóveis e também melhorar a infraestrutura de portos, ferrovias, estradas e do setor energético. De acordo com o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), faltam 38.500 profissionais qualificados na área.
Profissões: Engenharia Civil, Arquitetura, Construção de Edifícios, Engenharia de Agrimensura, Engenharia Hídrica, Engenharia Naval, Logística e Transporte.



ENSINO
Cenário: Com o aumento da classe C, há demanda por educação e qualificação. A necessidade de o país inovar e empreender requer também investimentos em pós-graduação e especializações. Surge a necessidade de mais instituições privadas e investimento do governo na formação de educadores.
Profissões: Pedagogia, Educomunicação e licenciaturas (Letras, História, Matemática, Química, Física, Biologia)

ENERGIA
Cenário: O aumento da produção e fornecimento de energia é uma necessidade com a economia crescendo e com o aumento da população. Com as novas descobertas de petróleo nos campos do pré-sal, o Brasil se tornará um dos principais produtores do mundo. Os investimentos em fontes renováveis de energia aumentarão, como biomassa, energia solar e eólica.
Profissões: Geologia, Biocombustíveis, Produção Sucroalcooleira, Engenharia de Petróleo, Engenharia Química.

MEIO-AMBIENTE
Cenário: Com o discurso ambiental e do desenvolvimento sustentável ganhando força, surgem preocupações sobre a busca de alternativas econômicas de baixo impacto ambiental e que integre a qualidade de vida com o uso racional dos recursos naturais.
Profissões: Ciências Biológicas, Gestão Ambiental, Ecologia, Engenharia Florestal, Engenharia Ambiental, Engenharia Hídrica, Biotecnologia, Química.



SAÚDE

Cenário: A expectativa de vida está aumentando, provocando um envelhecimento da população. Com a população também aumentando, há forte demanda por mais hospitais, centros de saúde e profissionais da área.
Profissões: Medicina, Gerontologia, Educação Física, Esporte e Lazer, Fisioterapia, Nutrição, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Enfermagem, Farmácia.

Compartilhe