logo-ge

Carreiras para quem ama futebol mas não manda bem em campo

Só assistindo a Copa do mundo e pensando no quanto gostaria de trabalhar com o esporte? Te apresentamos pelo menos 10 possibilidades!

Assistindo à Copa do Mundo de Futebol Feminino e pensando no quanto gostaria de ser bom de bola para trabalhar com futebol? Bom, temos algumas novidades para você — ou sendo mais específico, mais de dez novidades. Para atuar nos campos (ou nos bastidores de um time), você não precisa necessariamente ter nascido com o talento da Marta. Listamos ao menos onze profissões essenciais no esporte na área de humanas, exatas e biológicas para te ajudar a escolher.

Para quem curte as humanas

Jornalismo

Essa acaba sendo uma escolha recorrente entre os amantes de futebol. Afinal, o jornalismo esportivo é uma área bem consolidada e presente na televisão, rádio e internet. Além disso, profissionais formados em jornalismo também podem atuar como assessores de imprensa de jogadores e times.

Fotografia

Um bocado de fotojornalistas e fotógrafos acabam se especializando em fotografar apenas a área esportiva. A tarefa não é fácil, já que se tratam de cenas tão rápidas e com tantos momentos decisivos, mas pense que você acompanharia muitos jogos ao vivo e em detalhes.

Relações públicas

Se você gosta de comunicação mas prefere ficar mais nos bastidores, o curso de Relações Públicas pode ser o ideal. Você atuará cuidando de eventos esportivos ou também como assessor de imprensa. Além dele, Marketing e Publicidade e Propaganda são outros dois cursos da área de comunicação que podem se inserir no mundo futebolístico pensando na publicidade dos jogadores e do time.

Psicologia

A saúde mental tem se tornado cada vez mais uma pauta importante, inclusive no futebol. Na última copa do mundo masculina, por exemplo, discutiu-se muito o preparo psicológico da seleção. Aí a importância de um psicólogo esportivo que trabalhe para manter o equilíbrio psicológico do time.

 

Para quem gosta dos números

Engenharia Têxtil

Não sabia nem que essa profissão existia? Pois é, além de atuar em toda a cadeia produtiva da indústria têxtil, pensando das instalações aos equipamentos, o engenheiro têxtil também cuida do produto final, pensando na matéria prima mais adequada e na tintura. No futebol e em outros esportes, esse profissional ajuda a pensar no melhor design possível para os uniformes a fim de garantir o conforto e bom desempenho dos jogadores.

Estatística

Esse profissional pode trabalhar com clubes levando dados estatísticos e números para a comissão técnica, que por sua vez desenvolverá estratégias para melhorar o desempenho do time.

Ciências Contábeis

Ainda que mais nos bastidores, os contadores podem cuidar do setor financeiro dos times. Não é bem um contato direto, mas pense que você saberá em primeira mão de tudo que envolve contratações e mudanças nos clubes!

 

A turma das biológicas

Educação Física

Essa é mais tradicional: o educador físico é quem organiza, executa e supervisiona programas de atividades físicas. Geralmente, pessoas formadas nessa área podem atuar como técnicos de futebol.

Fisioterapia

O fisioterapeuta é um profissional indispensável no futebol que trabalhará tanto nos treinos quanto no momento em que os jogadores estiverem em campo, já que ele cuida da prevenção e tratamento de lesões.

Nutrição

Especializando-se em nutrição esportiva, o nutricionista garantirá que os jogadores tenham um bom desempenho físico e a saúde em dia por meio de uma alimentação balanceada.

Medicina

Assim como a fisioterapia, o acompanhamento médico é essencial para que o time previna e trate lesões. É o médico quem vai definir quando um atleta lesionado pode ou não voltar a jogar, por exemplo. Para atuar na área, é preciso se especializar em medicina esportiva.