Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Enem 2020 em maio de 2021? Inep divulga as opções de nova data do exame

A consulta aos estudantes acontecerá de 20 a 30 de junho

Por Taís Ilhéu 15 jun 2020, 15h29

O Inep, instituto responsável pela aplicação do Enem, divulgou quais serão as opções de data para o exame deste ano, que antes ocorreria nos dias 1º e 8 de novembro. Em uma consulta que ocorrerá por meio da Página do Participante entre 20 e 30 de junho, os inscritos poderão escolher entre três possíveis novas datas: 6 e 13 de dezembro de 2020, 10 e 17 de janeiro de 2021 ou 2 e 9 de maio de 2021. As datas correspondem a um adiamento de 30, 60 e 180 dias, apesar de o ministro da educação, Abraham Weintraub, ter dito que a nova data seria no máximo dois meses depois da original. 

O adiamento do Enem em função da pandemia foi finalmente anunciado no fim do mês passado, depois de pressão de movimentos estudantis, universidades e até de influenciadores. A principal queixa é que a realização do Enem antes da normalização do ano letivo causará prejuízo aos estudantes que não estão conseguindo estudar em casa, principalmente por falta de recursos físicos como bom acesso à internet e a celulares ou computadores.

Enem Digital

Os estudantes que realizarão o Enem Digital também poderão votar pelo adiamento da modalidade no mesmo período que os outros candidatos. As opções de data são: 10 e 17 de janeiro de 2021, 24 e 31 de janeiro de 2021 ou 16 e 23 de maio de 2021. É a primeira edição em que o exame também acontecerá em formato digital. Ele será aplicado para 50 mil estudantes de 15 capitais. 

Neste texto, explicamos as cinco coisas que você precisa saber sobre o Enem Digital e, neste outro, contamos como os vestibulares digitais acontecem em outros países. 

  • Adiamento dos grandes vestibulares

    A USP, Unicamp e Unesp, universidades paulistas que ainda oferecem a maior parte das vagas via vestibular, anunciaram no último dia 29 que aguardavam a definição da data do Enem antes de adiar suas respectivas provas. As três instituições sempre definem seus calendários do processo seletivo em acordo entre si e com o Inep, para evitar prejuízo aos estudantes que pretendem realizar todas as provas. 

    Apesar de não anunciar uma data cravada, ao menos a Unicamp já sinalizou que seu vestibular deve ocorrer apenas em 2021. Além disso, tanto ela quanto a Unesp também afirmaram que adaptarão suas provas ao contexto da pandemia. A Unicamp deve aplicar a prova em dois dias, com apenas 72 questões e a lista de obras obrigatórias reduzidas. Já a Unesp explicou em nota que terá mais foco nos conteúdos de primeiro e segundo ano do Ensino Médio, de forma a não prejudicar os candidatos do último ano que perderam o primeiro semestre letivo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade