Guia do Estudante

Posts da categoria ‘Direito’

Direito: conheça os melhores cursos da região sudeste

Simone Toledo | 23/05/2016

Para você que tem interesse nessa área, saiba quais são os melhores cursos de direto de acordo com a avaliação realizada pelo Guia do Estudante (GE).

Wood gavel, soundblock, scales and stack of old books against the background of a row of antique books bound in leather

iStock

Antes de mais nada, é importante saber o que é o Direito e o que faz um profissional formado nessa área.

Direito é a ciência que cuida da aplicação das normas jurídicas vigentes em um país, para organizar as relações entre as pessoas e grupos na sociedade.

Há duas grandes carreiras a serem escolhidas por você: advocacia e carreira jurídica.

– Advocacia: aqui você pode representar empresas, instituições e indivíduos e defender seus interesses e direitos. Para ser advogado é necessário ser aprovado no exame da OAB (Ordem do Advogados do Brasil).

– Carreira jurídica: aqui você pode atuar em órgãos públicos de um município, de um estado ou país, conduzindo investigações ou acompanhando e fazendo a intermediação do julgamento de ações ou processos.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o curso, que tal conhecer os melhores do sudeste?

Na avaliação realizada pelo GE (saiba como ela é feita aqui)na região sudeste foram avaliados 385 cursos de direito. Desse total somente 14 receberam 5 estrelas.

Abaixo apresentamos a tabela desses cursos com informações importantes para você!

Faculdade Estrelas Mensalidade C/V Prouni Fies PS Enem Sisu
(ES) Vitória – FDV-ES ★★★★★ $$$$$ 3,21 Sim Sim Questões objetivas e discursivas Sim Não
(MG) Belo Horizonte – PUC Minas ★★★★★ $$$$ Não infor-mada Sim Sim Questões objetivas e redação Sim Não
(MG) Belo Horizonte – UFMG ★★★★★ Gratuita 98,18 Não Não Via Sisu Sim Sim para 100% das vagas do curso
(MG) Viçosa – UFV ★★★★★ Gratuita 45,82 Não Não Via Sisu Sim Sim para 100% das vagas do curso
(RJ) Rio de Janeiro – FGV ★★★★★ $$$$$ 20,94 Não Não Questões objetivas, discursivas e redação Sim Não
(RJ) Rio de Janeiro – Uerj ★★★★★ Gratuita 18,45 Não Não Questões objetivas, discursivas e redação Não Não
(RJ) Rio de Janeiro – UFRJ ★★★★★ Gratuita Não infor-mada Não Não Via Sisu Sim Sim para 100% das vagas do curso
(SP) Campinas – PUC-Campinas ★★★★★ $$$$ Não infor-mada Sim Não Questões objetivas e redação Não Não
(SP) Franca – Unesp ★★★★★ Gratuita 53,28 Não Não Questões objetivas, discursivas e redação Sim Não
(SP) Ribeirão Preto – USP ★★★★★ Gratuita 24,47 Não Não Questões objetivas, discursivas e redação Sim Sim para 20% das vagas do curso
(SP) São Paulo – FGV Direito SP ★★★★★ $$$$$ 28,6 Não Não Questões discursivas e redação Não Não
(SP) São Paulo – Mackenzie ★★★★★ $$$$$ 8,81 Sim Sim Questões objetivas e redação Não Não
(SP) São Paulo – PUC-SP ★★★★★ Não informada 5,81 Sim Sim Questões objetivas e redação Sim Não
(SP) São Paulo – USP ★★★★★ Gratuita 24,47 Não Não Questões objetivas, discursivas e redação Sim Sim para 20% das vagas do curso

As informações aqui publicadas foram informadas pelas próprias faculdades entre dezembro de 2015 e março de 2016. Por esse motivo, caso tenha interesse em um desses cursos, certifique-se com a própria instituição de que as informações não mudaram.

As faixas de mensalidades referem-se aos seguintes valores:

$$$$ de R$1.000,01 a R$1.500,00

$$$$$ acima de R$ 1.500,01

 

Compartilhe

Os 139 cursos de Direito recomendados pela OAB – confira!

Ana Lourenço | 26/01/2016

*por Lisandra Matias

Vale lembrar: quanto mais informação você tiver na hora de escolher a faculdade que será a responsável pela sua formação, mais garantia terá de optar por uma boa instituição, cujo nome estampará para sempre o seu currículo!

No caso de Direito, além de verificar a Avaliação de Cursos Superiores do Guia do Estudante – veja as escolas que receberam cinco estrelas aqui – e consultar os indicadores do Ministério da Educação (MEC), como o Conceito Preliminar de Curso (CPC), você também pode contar com outro importante instrumento para checar a qualidade dos cursos: o selo OAB Recomenda.

cerimonia-oab-recomenda
Cerimônia de entrega do selo OAB Recomenda, na sede da OAB, em 2016. Foto: Divulgação/OAB

Ele é entregue a cada três anos pela Ordem dos Advogados do Brasil (entidade responsável pela regulamentação da advocacia no país) e baseia-se na aprovação dos alunos concluintes de Direito no próprio exame da OAB (obrigatório para exercer a profissão) e no desempenho no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes).

A última edição de entrega dos selos aconteceu agora, no dia 13 de janeiro de 2016, em uma cerimônia na sede da OAB, em Brasília. Segundo a entidade, dos mais de 1.200 cursos oferecidos no país, 139 (o que representa apenas 11% do total) foram atestados (veja a lista organizada por estado e cidade aqui).

O presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, explicou que os critérios para concessão do selo são objetivos: ter ao menos 20 alunos participantes de três edições do Exame da Ordem, com peso 4 na avaliação, e também no Enade, com peso 1. As faculdades com nota acima de 7, numa escala de 0 a 10, ganharam o selo.

“O selo não vai contra faculdades que não o recebem, é, na verdade, um estímulo para que todas possam um dia recebê-lo. Não agrada à OAB ter apenas 139 cursos merecedores. Queremos que mais cursos possam chegar a esse padrão”, disse Coêlho.

Confira a lista completa dos 139 cursos de Direito recomendados pela OAB.

Compartilhe

Onde estão os melhores cursos de Direito do Brasil

Tati de Assis | 20/02/2015

file000704919536

Têmis: deusa grega da justiça. Imagem: Morgue File

O Direito é a base para nossa organização em sociedade. É a ciência que cuida da aplicação das normas jurídicas vigente em um país, e, consequentemente, organiza as relações entre grupos e indivíduos.

O profissional formado em Direito pode atuar em vários campos. Pode ser um advogado e, conforme o caso que for defender, mergulhar em histórias diferentes. Se você se identifica com esta área, um aviso: você vai precisar prestar o exame da OAB. A prova é puxada, mas se você estudar, não tem erro: passa de primeira.

Você também pode ser juiz, delegado e promotor. A carreira jurídica envolve funções em que o profissional deve resolver conflitos com base no que está estabelecido pela Constituição e regulamentado em leis. Esta opção necessita de dois anos de inscrição na OAB como advogado e a seleção em concursos públicos.

O curso de Direito tem 5 anos de duração. Os primeiros anos são teóricos e têm aulas  de português, sociologia, teoria do estado e da economia, além de matérias específicas, como: Direito Civil, Constitucional, Penal e Comercial. Nos últimos períodos, os trabalhos práticos aparecem. Nesta graduação, é essencial que você faça estágio supervisionado e monografia para conclusão de curso.

Gostou do curso? Confira abaixo as melhores instituições para fazer o curso, segundo a avaliação do Guia do Estudante:

 

Faculdade Estrelas
(AM) Manaus – UEA ★★★★★
(CE) Fortaleza – UFC ★★★★★
(DF) Brasília – UNB ★★★★★
(DF) Brasília – UniCEUB ★★★★★
(MG) Belo Horizonte – UFMG ★★★★★
(MG) Juiz de Fora – UFJF ★★★★★
(PA) Belém – UFPA ★★★★★
(PE) Recife – UFPE ★★★★★
(RJ) Rio de Janeiro – FGV ★★★★★
(RJ) Rio de Janeiro – Uerj ★★★★★
(RJ) Rio de Janeiro – UFRJ ★★★★★
(RN) Natal – UFRN ★★★★★
(RS) Porto Alegre – PUCRS ★★★★★
(RS) Porto Alegre – UFRGS ★★★★★
(RS) Rio Grande –  Furg ★★★★★
(SC) Florianópolis – UFSC ★★★★★
(SP) Campinas – PUC-Campinas ★★★★★
(SP) Ribeirão Preto – USP ★★★★★
(SP) São Paulo – Direito GV ★★★★★
(SP) São Paulo – Mackenzie ★★★★★
(SP) São Paulo – USP

★★★★★

Compartilhe

Curso de Direito da UFMG é voltado à área pública. Saiba mais!

Malú Damázio | 14/10/2014

 (Imagem: Thinkstock)

Já se imaginou julgando processos e expedindo mandatos de prisão? Consegue se ver também representando interesses de pessoas e organizações em um tribunal? O campo do Direito é bem amplo e envolve o estudo e a aplicação das leis que regem o país. Além das diversas áreas da advocacia, o profissional também pode optar pela carreira jurídica e atuar como advogado público, juiz, promotor de Justiça ou delegado de polícia.

O curso de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) foi avaliado com cinco estrelas no Guia do Estudante GE 2014 e possui duração mínima de cinco anos. Oferecido em Belo Horizonte (MG), recebe a cada semestre 200 novos alunos através do Enem, sendo 100 no período matutino e a outra metade na parte da noite.

Conheça melhor a carreira de Direito na Guia de Profissões do GE

O curso da UFMG tem formação direcionada ao Direito Público, que envolve as áreas de Direito Penal, Constitucional, Internacional e Processual, e também abrange o campo do Direito Empresarial e do Civil com profundidade. A grade curricular é composta por disciplinas básicas e reserva boa parte da carga horária para ser completada com matérias optativas, para que o aluno possa direcionar sua formação. Dentre estas matérias está, por exemplo, o estudo de Direito do Consumidor e Direito Eleitoral.

“Sair do ritmo de vestibulando para os períodos iniciais faz parecer que a faculdade é uma calmaria eterna, mas no decorrer do curso precisamos estagiar, assistir a palestras, fazer as matérias optativas, e participar de outras atividades extracurriculares que são exigidas para nos formarmos”, conta Sávio Andrade, aluno do quinto período. O estudante reforça, porém, que mesmo com tantas exigências acadêmicas, ainda há tempo para se divertir bastante nas festas realizadas pelo Centro Acadêmico da própria faculdade.

Sávio lembra que ingressou na graduação com o objetivo de se tornar um juiz ou desembargador. “Posso até virar ministro um dia, quem sabe?”, brinca. “O curso é simplesmente incrível. Inicialmente achei que iria parar na graduação, porém, já dentro da faculdade, decidi seguir até o doutorado”. Para ele, uma das características mais legais da profissão é que ela flerta com várias áreas do conhecimento, como Psicologia, Medicina e Sociologia. Já a aluna Aysla Teixeira, também do quinto semestre, explica que decidiu fazer Direito por influência familiar e pela facilidade com leitura e argumentação. Ela conta que, além das esperadas disciplinas com formação humanística, encontrou no curso um ótimo espaço de discussão de temas da atualidade, como políticas eleitorais e a estrutura jurídica da escolha de um novo presidente.

Estágios

Em Direito, há várias oportunidades de estágio, desde trabalho em escritórios até em instituições públicas, como a Defensoria, o Ministério Público, o Tribunal de Justiça e a Justiça Federal. Aysla conta que já esteve em contato com os dois tipos de processo. A estudante estagiou em um escritório que tratava de casos particulares, como pensão alimentícia e separação de bens, em que há contato direto com as pessoas envolvidas, e também trabalhou na Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG). A atuação no órgão envolve processos que incluem estados, municípios, e a União.

Na DPMG, Aysla estagia com atendimento ao público, na área da Infância. “É uma área muito pesada, por conta das questões graves com as quais se lida diariamente: crianças que precisam de remédios que o Estado ou o município de Belo Horizonte se recusam a fornecer, cirurgias que esses entes não querem pagar, pais desesperados com a destituição do poder familiar etc. É muito bom ver os casos em que os defensores conseguem fazer o melhor para a criança e obrigar o Estado a pagar o que deve para o tratamento”, explica.

Na Faculdade de Direito da UFMG, além dos grupos de estudo e dos trabalhos de iniciação científica, os alunos ainda têm a oportunidade de realizar trabalho voluntário em projetos de extensão universitária, que proporcionam aprendizado além da sala de aula. No Departamento de Assistência Jurídica (DAJ), os estudantes realizam consultoria jurídica e acompanhamento de ações de comunidades carentes da região metropolitana de Belo Horizonte. Eles também orientam a população sobre o Direito e a prevenção de litígios. “Além de aumentar o conhecimento do aluno ao prestar serviço ao povo, o DAJ permite vivenciar um trabalho com juízes, promotores e outros agentes da área”, reforça Sávio. A Assistência Jurídica Universitária Popular é outro órgão universitário da federal mineira que presta assistência jurídica para a população carente e “produz um Direito mais unido às demandas sociais”, como explica o estudante.

Mitos

Um dos principais medos do vestibulando de Direito é que o curso seja maçante, apenas com leitura e decoreba de leis. Segundo os estudantes da UFMG, você, caro leitor de coraçãozinho inquieto, pode ficar tranquilo! A graduação exige realmente que o aluno sente e leia, mas Aysla conta que, como qualquer curso, há matérias introdutórias mais chatinhas e engessadas, como as de estudo de textos de grandes juristas, mas também as mais específicas e divertidas, direcionadas para as áreas do Direito – Penal, Civil, Empresarial, Processual etc. Nessas disciplinas, os estudantes debatem casos relacionados ao tema da matéria.

Embora a leitura dos textos seja essencial, para Sávio, a principal função do estudante de Direito é debater ideias e contestar aquilo que está posto como regra. “Não é um curso de meros burocratas que apenas recorrem ao que está escrito, é um curso que leva ao questionamento sobre aquilo que está ocorrendo no nosso dia a dia. É muito interessante quando nos é apresentado uma decisão de um juiz sob uma ótica jamais pensada sobre um tema que já estava consolidado”, explica. O estudante garante que já passou o tempo de decorar artigos. “O Direito hoje é um canal de transformação e inovação”.

Compartilhe

Os melhores cursos de Direito do Brasil

Amanda Previdelli | 31/01/2014

direito-blog-melhores

 

Direito é a ciência que cuida da aplicação das normas jurídicas vigentes em um país, para organizar a relações entre indivíduos e grupos na sociedade. Zelar pela harmonia e pela correção das relações entre os cidadãos, as empresas e o poder público é a função do bacharel em Direito.

O curso da graduação é generalista e enfatiza as ciências humanas. Os três primeiros anos são essencialmente teóricos, com aulas de português, sociologia, teoria do estado e economia, além de matérias específicas do Direito: civil, constitucional, penal, comercial e medicina legal.

Nos trabalho práticos, o aluno atua como juiz ou advogado em simulações de julgamentos. Em geral, a carreira e a especialização a ser obtida numa pós-graduação começam a ser definidas no quinto ano, na escolha das disciplinas de formação específica. São obrigatórios o estágio e uma monografia para obter o diploma.

Gostou de Direito? Confira os melhores cursos:

Faculdade Curso
(AM) Manaus – UEA ★  ★  ★  ★  ★
(DF) Brasília – UnB ★  ★  ★  ★  ★
(GO) Goiânia – PUC Goiás ★  ★  ★  ★  ★
(MG) Belo Horizonte – PUC Minas ★  ★  ★  ★  ★
(MG) Belo Horizonte – UFMG ★  ★  ★  ★  ★
(MG) Juiz de Fora – UFJF ★  ★  ★  ★  ★
(MS) Campo Grande – UFMS ★  ★  ★  ★  ★
(PR) Curitiba – PUCPR ★  ★  ★  ★  ★
(PR) Curitiba – UFPR ★  ★  ★  ★  ★
(RJ) Rio de janeiro – PUC-Rio ★  ★  ★  ★  ★
(RJ) Rio de Janeiro – Uerj ★  ★  ★  ★  ★
(RJ) Rio de Janeiro – UFRJ ★  ★  ★  ★  ★
(RN) Natal – Uern ★  ★  ★  ★  ★
(RS) Porto Alegre – PUCRS ★  ★  ★  ★  ★
(RS) Porto Alegre – UFRS ★  ★  ★  ★  ★
(RS) São Leopoldo – Unisinos ★  ★  ★  ★  ★
(SC) Florianópolis – UFSC ★  ★  ★  ★  ★
(SP) Bauru – ITE ★  ★  ★  ★  ★
(SP) Campinas – PUC-Campinas ★  ★  ★  ★  ★
(SP) São Paulo – Direito GV ★  ★  ★  ★  ★
(SP) São Paulo – Mackenzie ★  ★  ★  ★  ★
(SP) São Paulo – PUCSP ★  ★  ★  ★  ★
(SP) São Paulo – USP ★  ★  ★  ★  ★

*Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2014

Confira como fazemos a avaliação

Compartilhe