Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

5 livros curtos (e excelentes) para ler em um dia

Dá pra ler e aprender com o tempo de ler essa lista (ok, talvez um pouco mais)

Por Giulia Gianolla Atualizado em 11 fev 2021, 16h27 - Publicado em 10 fev 2021, 16h18

Sobrou um tempo livre no fim do dia? Quer tirar o domingo para desconectar do celular? Alguns livros são tão curtos e fáceis de ler, que é possível terminar em um só dia. Esse tipo de leitura é ótimo para sair da ressaca literária e pode dar um gás no resto da semana.

E se engana quem pensa que leituras rápidas não podem ser tão transformadoras quanto as mais longas. Se liga nessas indicações do GUIA de livros rápidos escritos por grandes autores.

1 – O Alienista, de Machado de Assis (96 páginas)

Quem é louco e quem é saudável? O médico Simão Bacamarte inicia um estudo sobre a loucura na pequena cidade de Itaguaí, onde funda um hospício chamado Casa Verde. Lá, ele usa suas cobaias humanas em experimentos.
A história é um ensaio sobre a loucura e a lucidez e levanta um debate muito atual sobre saúde mental.

2 – O conto da ilha desconhecida, de José Saramago (62 páginas)

Um homem pede um barco ao rei, para ir a uma ilha desconhecida. Mas como sabe da ilha, se é desconhecida? Este conto gira em torno da ideia da viagem, em vários sentidos. Entre desejar um barco e ficar pronto para a partida, a concepção do viajante do que é a tal ilha desconhecida e de como a ideia de alcançá-la vai mudando, assim como a visão de si mesmo.
“Que é necessário sair da ilha para ver a ilha, que não nos vemos se não saímos de nós…”

3 – A Morte e a Morte de Quincas Berro d’Água, de Jorge Amado (96 páginas)

Numa prosa fantástica, Jorge Amado conta a história de Quincas Berro D’água, baiano que decide abandonar sua família e reputação para viver na malandragem… Até que é encontrado morto. No velório, alguns amigos lhe acordam, lhe dão cachaça e o trazem de volta à vida. Ele se diverte com meretrizes, luta capoeira, canta e ri, até se aproximar da sua segunda morte.

  •  

    4- Lisbela e o prisioneiro, de Osmar Lins (87 páginas)

    Envolta pelos costumes pernambucanos, a jovem Lisbela adora ir ao cinema e vive sonhando com os galãs dos filmes que assiste. Leléu é um artista de circo com fama de malandro conquistador. Ele é preso na cadeia em que trabalha o pai de Lisbela. Mesmo estando com casamento marcado com outro homem, Lisbela se apaixona por Leléu e os dois se envolvem num amor clandestino e quase impossível.

    5 – A hora da estrela, de Clarice Lispector (88 páginas)

    Na trama, Clarice inventa um narrador fictício, Rodrigo S.M, que relata a vida da jovem órfã Macabéa. Acompanhamos a datilógrafa alagoana durante sua migração para o Rio de Janeiro, enquanto o narrador reflete sobre os sonhos, manias e conflitos internos da garota. O livro é a última obra publicada por Clarice e a personagem do narrador reflete muito dos questionamentos da própria autora sobre a vida e a morte.

    Lembrou de mais algum? Conta pra gente nas redes sociais do @guiadoestudante!

    Quero Bolsa | Faça Sua Pré-Matrícula! Garanta uma Bolsa de Estudo de Até 75% nas Mensalidades.

    Continua após a publicidade
    Publicidade